Ser árbitro de qualquer esporte é conviver com pressao, muitas críticas e raros elogios. Porém, Herb Dean pode se considerar um privilegiado. No MMA, ninguém ganha mais elogios que ele por suas atuações no octógono. Para chegar até lá, ele precisou decidir por abandonar as lutas, encerrando a carreira com o modesto cartel de duas vitórias e três derrotas. A escolha parece ter sido correta, já que muitos, incluindo o presidente do UFC, Dana White, o colocam como o melhor do mundo na condução das lutas. E ele não se arrepende da decisão.

– Eu sabia que era uma questão de tempo para o nosso esporte alcançar seu devido lugar como o melhor esporte da Terra. Conforme o esporte foi crescendo, disseram que era preciso separar árbitro e lutadores. E fazia sentido. Esse é o meu papel, o meu lugar neste esporte. Eu arbitrei muitas lutas e é isso o que eu faço. – afirmou.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

Herb Dean já arbitrou mais de 3.500 lutas, sendo cerca de 2.000 só no UFC. Ele foi o responsável por conduzir o duelo entre Anderson Silva e Chris Weidman, quando o Spider foi nocauteado pelo americano, causando estranheza no próprio árbitro.

– Claro que eu achei um pouco estranho, porque rolou aquela provocação, mas é parte do estilo dele, ele vai lá e se diverte e isso é uma das coisas que você gosta de ver as pessoas fazendo, sendo elas mesmas no octógono. Aí ele estava se mexendo e foi pego, o cara o pegou e foi estranho vê-lo sendo atingido com o mesmo movimento que ele já tinha feito antes, mas, no fim das contas, ele não mostrava nenhuma reação, estava caído, o cara foi para cima dando socos e aí tive que interferir e fazer meu trabalho. E isso é uma coisa desse esporte: qualquer dia, qualquer um, qualquer homem pode derrotar o outro. É difícil para uma pessoa ficar acima das outras por muito tempo, por isso é impressionante tudo o que o Anderson Silva conseguiu – afirmou.

Leia também:  Cuiabá, Sinop e Sorriso lideram ranking estadual de tênis de MT

Apesar dos elogios a Anderson, outro brasileiro também tem o carinho de Herb Dean. Questionado sobre seu lutador favorito, o árbitro destacou o peso-pesado Rodrigo Minotauro como um de seus preferidos.

– Mesmo sendo profissional, eu tenho imenso respeito por vários atletas. Alguns foram heróis para mim em algum momento. Sendo este terceiro homem no octógono, eu destaco o Minotauro, por exemplo – concluiu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.