O Governo do Estado sinalizou que poderá liberar óleo diesel para as prefeituras até o dia 15 de outubro. A previsão foi informada ao presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Valdecir Luiz Colle, Chiquinho, pelo secretário de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (Setpu), Sinésio Oliveira, durante reunião nesta terça-feira (1), na secretaria.

O presidente da AMM frisou que o repasse do combustível vai amenizar as perdas desde que parte do Fundo de Transporte e Habitação (Fethab) deixou de ser repassada aos municípios. Chiquinho disse, ainda, que o governo está fazendo um levantamento da  quantidade de diesel que a secretaria deve repassar para cada município.

Segundo ele, não será uma quantidade maior do que a que foi distribuída em anos anteriores. “Não será para suprir o que já foi retirado do Fethab porque o governo não consegue repor, mas queremos que seja o suficiente para que os prefeitos possam fazer um paliativo nas estradas vicinais”, disse ele.

Leia também:  Governo mantém suspensa lista de preços mínimos para suínos até dezembro

O objetivo da reunião foi manter o diálogo com governo estadual em relação aos problemas enfrentados pelos municípios. Chiquinho frisou também que o programa MT-Integrado, criado para suprir a lacuna deixada devido ao remanejamento de 30% dos recursos do Fethab para as obras da Copa, ainda apresenta alguns entraves, mas está em andamento no estado.

O MT integrado deverá interligar 44 municípios com pelo menos uma estrada asfaltada. “Não somos contra a realização das obras da Copa, mas os demais municípios também precisam de recursos para a recuperação de vários trechos. Muitos gestores vão enfrentar desafios, principalmente, no período chuvoso, quando aumentam os problemas nas regiões”, alertou.

Leia também:  Governo do Estado inaugura escola militar em Juara
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.