A idade traz muitas coisas boas: experiência, maturidade, e conhecimento, mas para os cabelos a mudança, infelizmente, não é das melhores. A partir dos 50 anos o fio passa por algumas transformações que o torna mais frágil, portanto muito mais quebradiço. As alterações hormonais da menopausa vão afetar a quantidade de fios e até a hidratação natural dos cabelos. Por outro lado, a queda na produção de melanina fará os fios brancos aparecerem, essa lista pode ser ainda maior, dependendo do tipo e características do cabelo de cada mulher. “Nessa fase da vida escolher xampu, condicionador e cremes de forma aleatória geralmente não supre todas as necessidades desses fios, são necessários produtos e cuidados específicos”, explica a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni, professora do curso de pós-graduação do Instituto Professor Azulay da Santa Casa de Rio de Janeiro. Confira a seguir todas as dicas para garantir cabelos maduros e bem cuidados.

Cabelo mais ralo na menopausa

Alopecia androgenética feminina é o nome técnico para a diminuição da quantidade de cabelo (rarefação capilar), que ocorre principalmente no topo da cabeça, em outras palavras o cabelo fica mais ralo e podem até aparecer falhas visíveis. Como o próprio nome já diz, o problema tem causas hormonais e genéticas, ou seja, a diminuição dos hormônios que causa a alopecia é determinada por marcadores hereditários. Portanto, se a sua mãe tem, é provável que você apresente a rarefação capilar no futuro.

A dermatologista explica que, normalmente, de cada folículo piloso – o orifício por onde o cabelo sai – saem de dois a três fios de cabelo. “Um pouco antes e durante a menopausa, a queda dos hormônios causará a diminuição para um fio em cada poro”, explica.

Maria Fernanda explica que os resultados da reposição hormonal sobre a alopecia serão muito discretos. O tratamento clínico mais usado é feito com medicação tópica, ou seja, aplicável no couro cabeludo, que estimula o crescimento dos fios. O tratamento é feito com o minoxidil, um medicamento que inicialmente era usado para tratar casos de hipertensão, mas que se mostrou eficaz para lidar com a queda de cabelo. O uso em concentrações de 2% é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “A maioria das mulheres não gosta dessa medicação, pois ela deixa os fios oleosos e pesados” explica. “Costumamos recomendar a aplicação à noite, antes de dormir, é necessário que o cabelo seja lavado ao acordar”.

Leia também:  Certas profissões podem aumentar o risco de artrite reumatoide

Com o passar dos anos, há uma perda da massa capilar dos fios, daí a sensação de que o cabelo afina. O que, além de contribuir para a perda de volume, deixa o fio muito mais fácil e suscetível à quebra. “Existem fórmulas que aumentam o diâmetro dos fios”, explica a dermatologista Maria Fernanda. “Esses produtos são compostos por polímeros de acrilato e devem ser passados no cabelo após o xampu e o condicionador”. Essa substância encorpa o fio, cria volume e dá resistência sem deixar o fio pesado. No entanto, seu efeito é temporário.

Os polímeros estão disponíveis em diversos produtos de beleza e dificilmente resultam em irritação ou reação alérgica. Os cosméticos em forma de spray com polímeros de acrilato são os mais fáceis de encontrar, estão disponíveis em farmácias, lojas de cosméticos e em sites de compra na internet. Mas também existem géis e cremes para pentear com essa finalidade.

A lubrificação natural do couro cabeludo e dos fios também se torna menor com a idade, faz parte do processo de envelhecimento. Para contornar o problema uma solução é investir nos produtos certos e na hidratação. “A maioria dos produtos disponíveis nas prateleiras não atende as necessidades das mulheres na faixa etária dos 50 anos”, explica a dermatologista Maria Fernanda. “As mulheres dessa idade precisam de produtos que aumentem o volume e com hidratantes que não pesem”, conta. A recomendação da dermatologista é a escolha por produtos que tenham as indicações que você busca como, por exemplo, mais volume. Existem ainda linhas de cuidado capilar destinadas ao cuidado antienvelhecimento que podem ser usadas. Quanto à hidratação, a especialista recomenda procurar por produtos feitos à base de silicone, sempre de boa qualidade, que hidratam sem pesar nas mechas e deixar a perda de volume e rareamento dos fios mais evidente.

Leia também:  Dia Mundial sem Tabaco: cigarro light aumenta risco de câncer

Com a diminuição da hidratação, o brilho, produto direto do primeiro, também diminuirá. Para reconquistar o brilho, além de seguir as orientações para uma boa hidratação a cada quinze dias, uma boa opção é investir em finalizadores à base de silicone, sprays de brilho e óleos vegetais com silicone na composição (uma vez que é o silicone que garante a aderência do produto ao fio). Use depois do banho, com os cabelos úmidos. A cabeleireira Marília Kikuchi, consultora da Condor, recomenda principalmente os óleos vegetais de coco e abacate.

“Com 50 anos, 50% das pessoas terão 50% dos cabelos brancos”, conta a dermatologista Maria Fernanda. “Inicialmente, os fios brancos são mais fortes que os cabelos de cor natural, mas depois eles também se afinam, tornando-se mais frágeis”, explica. Se a ideia é a adotar os fios grisalhos ou totalmente brancos, além de ser necessário manter todos os cuidados – que você já viu acima – com os cabelos maduros, serão necessários alguns truques para manter a cor bonita, livre do amarelamento.

Para cuidar, os xampus específicos para cabelos grisalhos não podem ser deixados de lado. Mas você não deve aplicá-lo em todas as lavagens, o ideal é usá-lo a cada semana ou 15 dias. “Este tipo de xampu é feito à base de pigmentos violetas, que vão produzir um reflexo prateado, fazendo com que o branco amarelado ganhe um tom acinzentado, brilhante e saudável”, explica a cabeleireira Marília Kikuchi.

Quem tem muitos cabelos brancos e opta por tingir o cabelo pode deixar as madeixas ainda mais expostas a danos. “Assim como o envelhecimento, a química causa o afinamento dos fios, responsável pela fragilidade do cabelo”, explica a dermatologista Maria Fernanda. Por isso, o ideal é que o cabelo esteja muito bem cuidado antes de aplicar a coloração.

“Para aplicar qualquer química nos cabelos, o ideal é que eles estejam hidratados”, explica o dermatologista Adriano Almeida, membro da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo. “Um cabelo saudável responde melhor às agressões químicas, evitando o ressecamento extremo dos fios”.

Leia também:  Vegetarianos sabe mesmo o que comer?

O tonalizante será uma boa opção para quem tem apenas alguns fios de cabelo branco, pois ele tinge de maneira menos agressiva, mas eficaz nesses casos. Para quem tem o cabelo todo branco, o melhor é optar por uma tonalidade mais clara, que deixará o crescimento da raiz em cor diferente mais discreto e espaçará a necessidade de retoques. Além disso, vale investir em tinturas que contenham polímeros de acrilato na composição, que ajudam a devolver volume aos fios.

Para contornar o problema da fragilidade dos fios – que agora será mais intenso – é essencial tratar as alterações que podem aparecer. Por exemplo, caso haja uma acentuação da diminuição dos cabelos, procure o médico para o melhor tratamento para estimular o crescimento dos fios. E não se esqueça de colocar em prática todos os truques para cabelos maduros citados anteriormente para estimular o engrossamento do fio e manter a hidratação.

Não é indicado tingir os fios da raiz às pontas toda vez que o retoque for necessário, o que acontece a cada 15 ou 30 dias, em média.”A raiz sofrerá a primeira agressão, mas a ponta de um cabelo de 60 centímetros, por exemplo, tem, em média, cinco anos”, alerta Adriano. “Isso causará um dano muito maior ao comprimento do fio”.

Optar por cortes mais curtos ou mesmo aparar as pontas com uma frequência maior – por exemplo, uma vez ao mês – ajuda a evitar o dano ao fio. Além disso, a frequência das hidratações deve ser ao menos semanal e específica para cabelos tingidos, o que além de cuidar, ajuda na fixação da cor e diminui a necessidade de uma nova pintura do cabelo em um curto espaço de tempo. O xampu e condicionador para cabelos tingidos também atuam com essa finalidade e também devem ser usados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.