Sebastian Vettel parece determinado a assegurar o tetra já no GP do Japão deste domingo, que será transmitido a partir das 3h (horário de Brasília) ao vivo na TV Globo. Após ver a dupla da Mercedes (Lewis Hamilton e Nico Rosberg) comandar o primeiro treino livre em Suzuka, o alemão da RBR reagiu na segunda atividade do dia e fechou a sexta-feira como o mais veloz, com 1m33s852. Vice-líder do campeonato, Fernando Alonso teve dificuldades para encontrar o melhor acerto de sua Ferrari e terminou com apenas o décimo tempo: 1m35s087. Se essas posições se repetirem no domingo, a taça ficará com Vettel, já que em caso de vitória do alemão, o espanhol precisa ficar entre os oitos primeiros para evitar que o rival liquide a fatura de forma antecipada.

Leia também:  Flamengo vence Junior Barranquilla e garante a classificação para a final da Sul-Americana

Companheiro de Alonso na Ferrari, Felipe Massa, foi quase meio segundo mais rápido que o espanhol e fechou o dia em oitavo, com 1m34s698, logo atrás de Daniel Ricciardo (STR), um dos destaques da sessão. Mark Webber, em segundo com 1m34s020, completou a dobradinha da RBR. Em terceiro, apareceu a Mercedes de Nico Rosberg, seguido pela dupla da Lotus, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean. Mais rápido no primeiro treino, Hamilton terminou apenas em sexto. Os pilotos voltam à pista às 23h de sexta-feira (de Brasília) para o terceiro treino livre, com exibição do SporTV.

Após o treino, o clima de consternação tomou conta do paddock da Fórmula 1, quando pilotos e membros das equipes souberam do falecimento da ex-pilota espanhola Maria de Villota. Ela foi encontrada morta nesta manhã em um hotel em Sevilha, Espanha.

Leia também:  União vence e assume liderança da Copa FMF

Maldonado e Pérez batem; Raikkonen atola

A atividade foi marcada pelos acidentes de Pastor Maldonado (Williams) e Sergio Pérez (McLaren) e pela rodada de Raikkonen. O venezuelano, que nesta semana disse preferir ficar em casa a correr em um carro como o desse ano da Williams em 2014, teve uma sexta-feira tão ruim, que era melhor não ter saído do sofá desde já. Se no primeiro treino livre, viu uma das rodas de sua Williams se soltar repentinamente, logo no início do segundo, ele perdeu o controle na curva “Degner”, passou direto e acertou a barreira de pneus.

Poucos minutos, novo acidente. Desta vez com Pérez. O mexicano perdeu a frente do carro na “Spoon” e bateu de frente. O piloto da McLaren não sofreu nada mais grave. Porém, passou o restante do treino com uma bolsa de gelo no braço. Com aproximadamente uma hora de sessão, foi a vez de Kimi Raikkonen sair da pista. O finlandês perdeu a traseira da Lotus na “Dunlop” e acabou atolando na brita. Jules Bianchi ficou fora da segunda sessão em razão dos danos em sua Marussia na batida na atividade anterior. A equipe prepara um chassi reserva para o piloto competir no restante do fim de semana.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.