Na última semana, a fisiculturista Lea-Ann Ellison, que está grávida de 8 meses, gerou uma grande polêmica na internet. Ela postou fotos fazendo exercícios de musculação. Como previsto, a situação gerou inúmeras críticas e devido a esse fato ocorrido, gostaria de ressaltar que a gravidez é um momento ótimo para promovermos modificações de estilo de vida, incluindo a atividade física e uma dieta mais saudável.

O primeiro trimestre da gravidez gera diversas alterações fisiológicas que acontecem para adaptar o organismo para abrigar o bebê. E esse conjunto de mudanças podem gerar desconfortos, como cansaço, sono, sem contar os enjoos e vômitos que podem acontecer também. Então, a maioria das mulheres que praticam atividades extenuantes antes de engravidar, quando engravidam sentem naturalmente necessidade de diminuir o ritmo.

O sedentarismo e ganho de peso gestacional excessivo são os principais fatores que contribuem para a epidemia de obesidade nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. Um dos benefícios do exercício durante a gravidez é que ele pode manter ou melhorar a aptidão e pode ajudar a prevenir o ganho de peso gestacional excessivo, além de reduzir o risco de desenvolver quadros perigosos para a mãe e o bebê, como diabetes gestacional e pré-eclâmpsia, e, também, pode ajudar a prevenir ou reduzir os sintomas de dor lombar, ajudando a gerenciar a ansiedade e o estresse, muito comuns nessa fase.

Leia também:  Transtornos alimentares veja o percentual nos últimos anos

Em 2009, o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas (ACOG) reafirmou suas diretrizes de 2002 para o exercício durante a gravidez e o período pós-parto. O ACOG recomenda que, na ausência de qualquer complicação médica detectada nas avaliações feitas nesse período – em que é necessário ter um bom acompanhamento pré-natal e seguir acompanhamento com o obstetra – o exercício de gestantes pode e deve ser feito em um nível moderado de aproximadamente 30 minutos por dia, sob supervisão profissional adequada.

Royal College de Obstetras e Ginecologistas (RCOG), do Reino Unido também sugere que todas as mulheres grávidas participem de exercício aeróbico e de condicionamento moderado como parte de um estilo de vida saudável durante a gravidez. O ideal é que uma mulher sedentária comece fazendo 15 minutos de exercício três vezes por semana e depois aumente para 30 minutos. Já as mulheres fisicamente ativas podem e devem manter um bom nível de condicionamento físico durante a gestação, sem ultrapassar limites de peso e sem atingir níveis competitivos.

Leia também:  Certas profissões podem aumentar o risco de artrite reumatoide

É importante ressaltar que além da praticar esportes, cuidar da alimentação é de extrema importância para se manter em um peso adequado também, ou seja, não deve haver nem ganho excessivo e nem perda excessiva de peso. Como obstetra e mãe, prefiro recomendar atividades mais tranquilas durante os 9 meses, quando possível, seguindo as recomendações já citadas.

Veja como escolher a melhor atividade

Para as mulheres grávidas que não querem ficar sem exercícios, eu sugiro a natação ou outras atividades na água como esporte mais adequados nesse período. Isso porque na água o inchaço se reduz, as forças em todas as articulações que suportam peso são reduzidas e o calor do corpo é facilmente dissipado na água o que dá conforto, já que grávidas sentem mais calor. Apenas a prática de mergulho em profundidade deve ser evitada nessa situação, pois o feto está em risco aumentado de doença de descompressão.

Leia também:  Limão: benefícios, com o que ele combina… e muito mais!

Aulas como pilates, yoga, por exemplo, são também ótimas recomendações. Mas é preciso que se faça com profissional qualificado e sob orientação médica, já que algumas posições e movimentações podem não desaconselhadas para quem está tentando engravidar ou já está grávida.

E fica óbvio falarmos que atividades com risco de queda ou trauma abdominal são completamente indesejáveis. Além também do levantamento de pesos altos e possíveis provas de resistência.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.