Os 850,9 quilômetros da BR-163, que vai da divisa entre Mato Grosso do Sul até a cidade de Sinop em Mato Grosso, está sob a responsabilidade da Odebrecht S/A que arrematou nesta quarta-feira (27) a concessão do perímetro.

Sete empresas participaram do leilão para exploração do trecho onde a segunda maior proposta foi da Triunfo Participações e Investimentos S/A, sendo que o grupo vencedor que ofereceria o menor valor para o pedágio que será cobrado dos motoristas, conforme estipulado no edital.

A Odebrecht S/A propôs a tarifa de pedágio em R$ 2,63 a cada 100 quilômetros rodados, valor 52,03% abaixo do teto que havia sido estabelecido pelo governo federal em R$ 5,50.

Leia também:  Disponível o gabarito do concurso para apoio administrativo da Seduc

O prazo de concessão é de 30 anos. Nesse período, a concessionária terá que fazer obras de duplicação e manutenção da rodovia, além de implantar melhorias.

Esta é a terceira etapa do Programa de Concessão de Rodovias Federais. Estão previstas a implantação de vias marginais em travessias urbanas, interseções, passarelas e melhorias em acesso, incluindo a construção de um contorno de 10,9 km em Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.