Principal contratação do Corinthians para esta temporada, no valor de R$ 40 milhões, Alexandre Pato está em baixa no clube. Especialmente depois de perder pênalti na disputa com o Grêmio que eliminou o Timão da Copa do Brasil – ele tentou uma cavadinha, errou e entregou a bola para o goleiro Dida. Gilmar Veloz, empresário do atleta, afirmou nesta terça-feira que o fato segue “marcante”.

– É uma situação que deve ser encarada de frente, como o próprio treinador (Tite) já disse. Agora é trabalhar. É passado, mas está muito marcante na vida do atleta. Nos momentos ruins vem o aprendizado e isso vai ser para o resto da vida dele – declarou o empresário.

Leia também:  Pesso chega e começa a montar o União

Presente no seminário Business FC, nesta terça, em São Paulo, Veloz encontrou o gerente de futebol do Timão, Edu Gaspar, e disse que não está satisfeito com a situação do atleta. Ouviu do dirigente alvinegro que o futebol é assim mesmo e é necessário seguir adiante. Sobre o futuro de Pato, o empresário foi escorregadio e jogou para o Corinthians.

– O jogador tem contrato com o clube e não posso responder se ele fica ou se ele sai. Só quem pode responder é o Corinthians. Não trato com clube nenhum sobre um jogador ou treinador meu enquanto ele estiver sob contrato – assegurou Veloz, ao ser questionado se havia alguma proposta por Pato – o diretor de futebol corintiano, Roberto de Andrade, admite negociar o atleta em janeiro.

Leia também:  União volta a campo precisando vencer o Dom Bosco

Cobrado publicamente por Tite, que também tem a carreira gerenciada por Gilmar Veloz, Alexandre Pato não conseguiu se firmar. Oscilou muito e segue como reserva, muito embora tenha sido o principal investimento para 2013. Seu contrato com a equipe do Parque São Jorge vai até o final de 2016.

Tite, por sua vez, também está com relação desgastada no clube que comanda há três anos. Sobre a permanência ou não do treinador, Veloz também desconversou.

– Vou esperar até o final do campeonato. Depois disso é que o Tite liga e determina o que eu tenho de fazer. Até agora não tenho nada para falar, nenhuma orientação. A pergunta tem que ser feita para o Tite – finalizou o empresário.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

Campeão paulista e da Recopa Sul-Americana nesta temporada, o Corinthians não vai bem no Brasileirão, depois de amargar eliminações precoces na Taça Libertadores da América e também, mais recentemente, na Copa do Brasil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.