O prefeito de Barra do Bugres, Júlio Florindo, e o vice-governador e secretário de Estado de Cidades, Chico Daltro, assinaram a última etapa do convênio para a construção das 200 unidades habitacionais do Residencial Renê Barbour.

Conforme o termo aditivo assinado ontem, o município entrará com contrapartida de R$ 200 mil e o governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cidades (Secid), repassará R$ 1.676.000,00.

No último dia 14 de novembro, durante o lançamento das obras das 36 unidades habitacionais do Residencial José Teixeira Araújo e 50 casas do Residencial Renê Barbour I, Florindo anunciou que estava cuidando pessoalmente de todos os trâmites para solucionar a questão das 200 moradias do Residencial Renê Barbour e que o município entraria com contrapartida de R$ 200 mil para que a obra possa ser iniciada.

Leia também:  Governo do Estado rompe definitivamente negociações com o Consórcio VLT Cuiabá

Os contemplados com as 200 unidades habitacionais aguardam há tempos o começo das obras. O processo teve início em 2009 com o cadastramento das famílias. Em 2011 foi assinado um termo de adesão entre a Prefeitura de Barra do Bugres, o governo de Mato Grosso e a Construtora Lorenzetti. Na época a obra não se consolidou por falta de aporte financeiro por parte do Estado de Mato Grosso.

De acordo com o secretário adjunto da Secid, Orozimbo José Alves Guerra Neto, desde que Daltro assumiu a Secretaria de Cidades ele tem se empenhado em resolver todas as questões pendentes, inclusive a das 200 casas de Barra do Bugres. “No início de 2013, a pedido de Daltro, a equipe da Secid fez contato com o prefeito Júlio Florindo para verificar se ainda havia interesse em construir as casas e a partir de então não estão sendo medidos esforços para resolver a questão”, informou Orozimbo.

Leia também:  Mais de 4 mil pessoas já foram atendidas no projeto Sábado Social

No primeiro trimestre de 2013 a Prefeitura de Barra do Bugres, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho, entregou na Secid um relatório detalhado contendo dados que compreendem desde o processo de cadastramento das famílias em 2009 até as ações realizadas entre 2009 e 2013, visando à construção das 200 unidades.

“Estou empenhado em resolver todas as questões de obras pendentes no município, por que temos necessidade destas construções como as escolas, os postos de saúde e destas casas que irão beneficiar 200 famílias”, salientou Florindo. “Ao receber as chaves de suas casas, estas famílias deixarão de pagar aluguel e poderão usar este dinheiro para melhorar sua qualidade de vida”, acrescentou o prefeito.

Leia também:  Estado arrecada quase R$ 5 milhões de impostos para transporte de madeira

De acordo com Orozimbo, que acompanhou a assinatura do convênio, os recursos para a obra serão depositados na conta do município até o dia 20 de dezembro.

O Residencial Renê Barbour está localizado nas proximidades da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).Os serviços de infraestrutura já foram realizados pela Prefeitura. O início das obras está previsto para o primeiro trimestre de 2014.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.