Governador Silval Barbosa (PMDB) determinou “redução” dos gastos com a implantação da Administração Sistêmica, sancionada pelo Executivo em setembro deste ano. O novo formato de gestão, que extinguiu os núcleos sistêmicos e ostenta a figura do “secretário adjunto sistêmico”, não agrada Silval em relação aos custos. A equipe econômica do Estado reavalia a proposta, e deverá apresentar alternativas de diminuição de despesas até o final deste mês.

Na semana passada, reunião no Palácio Paiaguás entre secretários de Estado, com a participação do secretário chefe da Casa Civil, analisou relatório para implementação da Administração Sistêmica. O formato validado pela Assembleia Legislativa não gera, segundo Nadaf, aumento de despesas se comparado ao padrão anterior.

Leia também:  STF decide enviar denúncia sobre Temer à Câmara

A decisão de Silval, de reduzir gastos, estaria relacionada a necessidade de novos ajustes no caixa público, para melhoria da economia já instituída na estrutura governamental. Com a implementação da proposta, cada uma das secretarias do Executivo contará com um adjunto responsável pela gestão sistêmica, com salário médio de R$ 7,5 mil.

O número geral de servidores ligado a esse quadro, parte em cargo comissionado, gira em torno de 450. No entendimento de Silval, é possível “fazer uma administração mais eficiente, com menos custos”. É o recado dele para que a administração imprima novos conceitos de atuação, dentro da capacidade orçamentária dos cofres públicos.

Os núcleos sistêmicos foram criados na gestão do ex-governador e senador Blairo Maggi (PR). Foram instituídos com promessa de avançar sobre resultados. Com o passar do tempo, o modelo virou ponto de críticas de deputados, pela “ineficiência”. O novo espelho de gestão será concretizado a partir de janeiro de 2014.

Leia também:  Mandados de busca e apreensão da PF tem como alvo a residência do governador de RN
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.