A greve dos Servidores Públicos Municipais de Guiratinga (110 Km de Rondonópolis), é mantida mesmo depois das ameaças realizadas pelo município contra os trabalhadores.

Segundo informações do presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Guiratinga (STSPMG), Silvani de Moraes, a greve está na justiça e o município está ameaçando cortar pontos dos profissionais.

A greve já passa de 29 dias e os profissionais ainda não sabem quando devem retornar ao trabalho. “Nós só iremos parar quando as nossas reivindicações forem atendidas” diz o presidente Silvani.

A paralisação tem como objetivo a falta de reposição salarial. Apenas os serviços essenciais em 30% estão sendo mantidos, respeitando a continuidade do serviço público.

Leia também:  Mato Grosso fica em 2º lugar no ranking de geração de empregos em todo o Brasil

Os servidores reivindicam por reajuste inflacionário dos vencimentos de todos os servidores referente ao ano 2012/2013, maior segurança no trabalho, melhores condições de trabalho (reforma das unidades de secretarias/relógio ponto/manutenção dos veículos e equipamentos das Secretarias), desvio e acúmulos de funções nas Secretarias e abonar as faltas dos dias que os trabalhadores estiverem em movimento de greve.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.