De atriz mirim a ícone de moda, Ashley Olsen, irmã gêmea de Mary-Kate Olsen, compareceu a um evento realizado em Nova York, nos Estados Unidos, usando saia longa de alfaiataria com… moletom.

Segunda a consultora de imagem da Boucle, Gabí F. Souzä, a atriz fez uma mistura arriscada demais. A saia longa tem um estilo romântico e “quando você coloca o moletom, parece que existe uma divisão” no look. “Para ter harmonia, ela deveria ter apostado em uma bermuda, uma calça ou em uma saia lápis”, completa. “Ashley quebrou o black tie tradicional com o moletom”. Porém, esta quebra é muito polêmica para a ocasião. São duas linguagens distintas que não devem ser usadas à noite.

Leia também:  Conheça a tendência sereísmo 2017 | Moda e Beleza

O caimento também é muito importante. “O moletom tem um visual mais largado. Se você coloca uma peça de alfaiataria que também tem este caimento, parece que você está inteiramente largada”, adverte. E a bolsa também não ajudou na composição do look. “Parece uma bolsa de trabalho usada com saia de gala e um moletom de final de semana”. Como consultora, Gabí acha que a mensagem que ela transmite é que ela só tenta ser diferente. “Tenho a sensação de que ela não queria estar ali. As informações não se encontram”, conclui.

Apesar do moletom ser uma peça mais esportiva – para ser usada nos finais de semana – a expert adverte que os conceitos estão mudando. “Na última SPFW, a blogueira Lalá Noleto foi ao evento usando um moletom. Apesar de ter recebido críticas, a blogueira conseguiu fazer com que aquela peça seja usada no dia a dia”. E agora, a peça passa a compor visuais mais chiques.

Leia também:  Conheça as tendências de acessórios que são a aposta do momento | Moda e Beleza
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.