De contrato assinado com a Williams, Felipe Massa está vivendo uma nova etapa em sua carreira na Fórmula 1. Depois de começar na Sauber e passar oito anos na Ferrari, onde disputou 137 corridas, ele vai usar um macacão de outra cor na próxima temporada. Aos 32 anos, o brasileiro sabe que não é mais um garoto. Experiente pelos desafios que viveu nas pistas ao redor do mundo e pelas parcerias que fez – a última com o espanhol bicampeão mundial, Fernando Alonso – ele considera que o tempo está passando, mas vê a possibilidade de começar do zero pela equipe britânica, onde terá Valteri Bottas como companheiro.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

– Estou ficando velho, mas é um novo começo na minha carreira, temos muito a fazer na Fórmula 1 com a Williams. Acredito que posso fazer muito. As regras vão mudar e creio que teremos bons momentos. É algo novo, diferente, nunca se sabe, mas estive na fábrica e gostei do projeto, estou motivado para trabalhar com eles e ser competitivo novamente.

Sua última vitória foi justamente no GP do Brasil, em 2008, onde acontece a última prova deste ano, no circuito de Interlagos, em São Paulo. A expectativa é alta pela despedida da escuderia italiana em casa, e Massa quer dar mais um trunfo como presente aos conterrâneos.

Leia também:  Luve vence em casa e fica fora do Z-4

– Sabemos o quão importante é o Brasil na Fórmula 1, tantos pilotos, tantas vitórias, tantos campeonatos. O esporte a motor está no sangue do brasileiro. Não vivemos um bom momento com as categorias de base, mas é importante continuarmos trabalhando – concluiu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.