Em um hospital de Oklahoma (EUA) desde 8 de setembro, quando seu carro foi atingido por trás parado em um sinal vermelho, o peso-pena Matt Grice recebeu alta e foi para casa continuar sua recuperação. Durante o tempo em que esteve internado, o lutador chegou a ficar na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e precisou fazer uma operação no cérebro.

Nesta segunda-feira, Grice esteve no programa “The MMA Hour”, do site ” MMA Fighting” e falou sobre o drama particular.

– Eu me sinto muito bem. Ainda tenho uma lesão cerebral, por isso é um pouco diferente, um caminho longo. Mas fisicamente me sinto bem. Por causa da lesão cerebral, ainda tenho problemas com equilíbrio. Fora isso, estou bem. Fiquei no hospital por dois meses e voltei para casa há uma semana e meia, para fazer a recuperação. Na verdade, fico no hospital de dia para fazer o tratamento e de noite vou para casa ficar com minha família. É incrível – disse Matt Grice.

Leia também:  Holloway vence a luta contra José Aldo

Com o grave acidente, o peso-pena precisou ser retirado do card do UFC 166, em 19 de outubro, onde iria enfrentar Jeremy Larsen. Sua volta aos octógonos ainda não é considerada, já que o lutador precisará passar por uma nova cirurgia em dezembro para restaurar parte de seu crânio, removida para aliviar a pressão.

Aos 32 anos, Matt Grice tem um histórico no wrestling na época de colégio e um cartel de 15 vitórias e cinco derrotas no MMA. A última luta dele foi no UFC 157, em fevereiro, quando perdeu para Dennis Bermudez por decisão dividida dos jurados em um dos melhores combates do ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.