Em 2013, Nico Rosberg viveu uma temporada de altos e baixos, mas, sem dúvidas, executando a melhor de sua carreira. Apesar de terminar o Mundial de Pilotos em sexto – com 18 pontos a menos do que o companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton – o alemão da Mercedes venceu duas tradicionais provas: Mônaco, repetindo o feito do pai Keke Rosberg, e Silverstone. Contudo, para 2014, Nico quer mais. E o alemão já traçou sua meta: bater Hamilton no Mundial de Pilotos.

– Não estou feliz, mas satisfeito, com esta temporada. Tive bons momentos, mas também momentos ruins. Desde o ano passado, minha meta era evoluir, o que funcionou bem com as duas vitórias conquistadas. Mas na próxima temporada, eu quero ser melhor que o meu companheiro no número de pontos conquistados – afirma.

Leia também:  Copa Federação pode ter jogos às segundas

Rosberg já adquiriu certa experiência com o carro de 2014 no simulador da equipe. Mas o piloto começará a se preparar para valer no fim desta semana. O piloto seguirá para a sede da escuderia, em Brackley, na Inglaterra, para ajustes do banco do carro e reuniões técnicas.

– Não consigo esperar para pilotar o novo carro. E adoraria que esse momento já fosse no próximo domingo. Este é o projeto mais emocionante que já vi desde que entrei na F-1 – conclui.

Confira a temporada de Rosberg em 2013, a melhor de sua carreira:

Largadas: 19
Vitórias: 2
Pole positions: 3
Largadas na primeira fila: 7 (Incluindo as poles)
Voltas na liderança: 104
Posição no Mundial: 6º

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.