A rivalidade comum nos gramados – que esteve ausente neste ano de 2013 – terá mais um capítulo nas quadras. Palmeiras e Flamengo, únicos dois times de camisa de futebol no NBB, estarão frente a frente nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), no ginásio do Palestra Itália, com transmissão ao vivo do SporTV, pela terceira rodada da competição. Com uma vitória e uma derrota, o Alviverde busca se firmar entre os 12 melhores que avançam aos playoffs, algo que não conseguiu na edição passada. Já o Rubro-Negro, atual campeão, tenta manter os 100% de aproveitamento, após as vitórias sobre Brasília e Goiânia.

Esse será o terceiro encontro das equipes na temporada. Nos dois primeiros, dois resultados positivos a favor dos cariocas. No encontro inicial em janeiro, em Mogi das Cruzes, 106 a 61. No segundo, em março, no Rio de Janeiro, 81 a 61. Oito meses depois, a expectativa é de um jogo mais equilibrado.

Leia também:  Jogador revelado pelo REC marca contra o Flamengo

– É um time forte com um elenco bom. Tem os três americanos, que são bons. A maioria da equipe está junta desde a temporada passada. Como time, eles estão bem pela quantidade de jogos que fizeram no ano. Estamos mais preparados do que no ano passado – analisou o técnico rubro-negro José Neto, que imagina casa cheia e um clima um tanto quanto hostil para seu time.

Do lado paulista, o treinador Ênio Vecchi ressalta o aspecto especial do confronto, por se tratar de um clássico:

– Uma vitória sobre o Flamengo é muito importante. O mesmo acontece com o Palmeiras, porque são times de massa. É um jogo diferente, porque são torcidas apaixonadas. O palmeirense virá prestigiar, mas o basquete é diferente do futebol. Esperamos que eles torçam, vaiem, aplaudam.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes

Tudo no limite do normal – disse o treinador alviverde Ênio Vecchi.

O técnico alviverde não contará com um dos seus três americanos. O armador Caleb Brown não se recuperou da forte pancada no ombro durante o jogo contra o Limeira, no sábado, e será substituído por Neto e Thiago Aleo. Os alas Tyrone e Wiggins puxam os palmeirenses, com ajuda do pivô Átila dos Santos.

– Eles também estão jogando desfalcados. Temos de aproveitar, mas sabemos que eles continuam sendo competitivos. Temos a situação favorável de poder revezar nossos atletas, mas precisamos fazer a irregularidade desaparecer nesse jogo, que é importante. Acredito que o Palmeiras vai encontrar um padrão – prosseguiu Ênio.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

Pelo lado do clube da Gávea, que ainda não terá Marcelinho, suspenso, e Marquinhos, lesionado, o destaque tem sido o armador Nicolas Laprovittola. Com uma média de 25,5 pontos nas rodadas iniciais, o argentino tem o terceiro melhor aproveitamento no fundamento.

– Tem sido um início muito bom. Agradeço aos jogadores e à comissão técnica pelo apoio. Nossa equipe era muito boa e ainda contrataram o Cristiano (Felício), o Jerome (Meyinsse) e eu. Estamos desfrutando deste momento – analisou Nico.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.