Creio que a Secretaria de Apoio à Segurança Pública de Cuiabá dará uma grande contribuição para a redução da violência na Capital”. A opinião é do deputado federal Wellington Fagundes (PR-MT), ao comentar a aprovação, pela Câmara de Vereadores, na última quinta-feira (07), a criação de um órgão municipal específico para cuidar da segurança e que vai atuar prioritariamente em escolas, creches, feiras livres e eventos públicos da capital.

A proposta, de autoria do prefeito Mauro Mendes, foi aprovada no momento em que as forças de segurança divulgam análise que mostra ser o mês de novembro um dos mais violentos durante o ano de 2013. A média de homicídios nos primeiros dias do mês é de dois por dia, acima do registrado nos meses anteriores. “Essa nova estrutura será muito importante para reduzir esses índices”, acredita Wellington.

Leia também:  Sebastião Rezende busca dar celeridade em construção do Ganha Tempo

Segundo o prefeito, a idéia de criação dessa estrutura específica para cuidar da segurança lhe foi apresentada pelo deputado Wellington quando ele (Mauro) ainda era candidato a prefeito de Cuiabá. “Achei muito apropriada e, assim que me elegi prefeito, decidi que seguiria a sugestão do deputado e solicitei à minha equipe técnica que elaborasse um estudo”, contou Mauro. Segundo ele, agora a prefeitura vai cuidar de montar a estrutura, que prevê um quadro de pessoal com um secretário, um coordenador administrativo-financeiro, um coordenador de segurança e logística, um coordenador de TI e comunicação e quatro assessores.

O efetivo será formado por policiais militares (de soldado a capitão) que poderão trabalhar nas horas de folga, com remuneração paga pelo município. Hoje, os policiais trabalham 12 horas e têm direito a 36 horas de folga, quando poderão trabalhar por mais seis horas para o município.

Leia também:  Botelho preocupado com "depressão" de deputados

Assim como Cuiabá, o município de Primavera do Leste também criou uma estrutura exclusiva para cuidar da segurança: uma assessoria que, segundo o prefeito Érico Piana, já está cuidando da instalação de 15 câmeras de monitoramento no município. “Também acatei a sugestão do deputado Wellington e criamos essa estrutura no primeiro semestre deste ano”, conta o prefeito.

Segundo ele, a compra das 15 câmeras está em fase de licitação e devem ser instaladas nas três entradas da cidade, além de bairros com maiores índices de violência.

“A segurança é hoje uma das maiores preocupações das famílias e da sociedade como um todo. Precisamos atuar firmemente para atender a essa preocupação”, avalia o deputado Wellington.

Leia também:  Governador, diretores e prefeito de Rondonópolis realizam reunião fechada e não falam com a imprensa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.