O UFC oficializou na noite deste domingo que a primeira defesa de cinturão de Anthony Pettis está adiada. O campeão peso-leve do Ultimate lesionou o joelho e não terá condições de competir no dia 14 de dezembro.
A lesão de Pettis tinha sido noticiada pela emissora de TV americana “Fox Sports” no último sábado, mas, na ocasião, o presidente do UFC, Dana White, disse que o duelo aconteceria “com certeza”. White também revelou que Pettis estaria em uma clínica em Las Vegas se consultando com um ortopedista para avaliar seus próximos passos.

Segundo o que o Combate.com apurou, a lesão de Pettis é no mesmo joelho que ele machucou quando venceu o duelo contra Benson Henderson, no UFC 164, em agosto. O campeão não estava conseguindo treinar direito durante essa última semana.

Leia também:  União tem estreia contra o Dom Bosco confirmada

– O Anthony esteve na academia na quinta-feira, mas não conseguiu treinar. Ele não conseguia chutar nem treinar chão, só treinou um pouco de boxe – revelou Daniel Wanderley, treinador de jiu-jítsu da Roufusports Mixed Martial Arts Academy, em Milwaukee, onde Anthony Pettis treina.

– Ele queria lutar mesmo assim, achava que daria tempo de se recuperar, mas a lesão é mais séria do que ele esperava. Nós já achávamos que ele não conseguiria se recuperar até dezembro, mas estávamos esperando uma confirmação oficial por conta desses exames que ele fez em Las Vegas – completou Wanderley.

Por conta da lesão de Pettis, a luta principal do TUF 18 Finale, com Demetrious Johnson defendendo o cinturão dos moscas contra Joseph Benavidez, foi movida para o dia 14 de dezembro, em Sacramento. Já a disputa entre Gray Maynard x Nate Diaz, que era a segunda luta principal do card da final do TUF 18, foi promovida a duelo principal do evento, que acontece dia 30 de novembro, em Las Vegas.

Leia também:  Pesso chega e começa a montar o União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.