O prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PPS), embarcou nesta terça-feira (26) para Brasília onde receberá a medalha Assembleia Nacional Constituinte que será entregue pela Câmara. O evento faz parte das comemorações dos 25 anos da Constituição Federal e será às 10h.

As medalhas foram cunhadas pela Casa da Moeda do Brasil em 1988 a pedido de Ulysses Guimarães, presidente da Assembleia Constituinte. Por causa de uma ação judicial, as medalhas não foram entregues à época e, desde então, ficaram guardadas em um cofre na Câmara dos Deputados. Neste ano, com o arquivamento da ação e a aprovação de um projeto de resolução, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), decidiu entregá-las aos constituintes e colaboradores que atuaram na Assembleia Nacional Constituinte.

Leia também:  Grupo defende permanência de Juary na liderança do prefeito

A sessão de quarta será a segunda desta natureza. No dia 9 de outubro, ocorreu a1ª distribuição, na qual foram homenageados com medalhas de ouro a presidente da República, Dilma Rousseff; o presidente do Senado, Renan Calheiros; e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. Henrique Eduardo Alves também recebeu a medalha de ouro das mãos do vice-presidente da Assembleia Nacional Constituinte, deputado Mauro Benevides (PMDB-CE).

Além das medalhas de ouro, já foram entregues 72 medalhas de prata (das 749 cunhadas) a parlamentares constituintes e 24 de bronze (de um total de 500) a colaboradores indicados pela Mesa Diretora, a maioria jornalistas.

Henrique Eduardo Alves considera que as homenagens constituem um reconhecimento público ao trabalho de todos que contribuíram para a construção do texto constitucional. Ele lembra que, durante os trabalhos constituintes, foram discutidas e votadas mais de 60 mil emendas e centenas de propostas em 330 sessões, 24 mil horas de discursos e debates e 182 audiências públicas. “Produzimos um documento final que alguns consideram extenso, mas que tem o mérito de traduzir os anseios da maioria dos brasileiros”, afirmou o presidente da Câmara.

Leia também:  Emenda de vereadores proíbe ‘Nepotismo cruzado’

As medalhas, segundo ele, são uma homenagem ao trabalho histórico desenvolvido por constituintes, funcionários do Congresso, jornalistas e outros profissionais que contribuíram direta ou indiretamente para os debates e a elaboração do Constituição de 1988.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.