Foi um dia de muita emoção em Maranello, na festa de despedida que a Ferrari preparou para Felipe Massa, que ainda tem mais duas corridas a disputar com o time vermelho, antes do adeus definitivo à equipe, no GP do Brasil dia 24 de novembro. Após desfilar com um carro, modelo 2008, diante de 15 mil “tifosi”, como são conhecidos os apaixonados fãs da Ferrari, o brasileiro ganhou um abraço apertado e ouviu um discurso emocionado do presidente da escuderia, Luca di Montezemolo. O mandatário relembrou a história decisão de 2008 em Interlagos. Na ocasião, Massa cruzou a linha de chegada em primeiro, como campeão, mas perdeu o título para Lewis Hamilton, que ultrapassou Timo Glock na última curva, chegando na quinta posição, o que lhe era suficiente. Cinco anos depois, Montezemolo lançou suspeitas sobre a perda de posição do alemão, que na ocasião teve dificuldades para levar sua Toyota até o fim com pneus para pista seca, em razão da chuva que caiu nos minutos finais.

Leia também:  Palmeiras assume a vice-liderança após vencer Grêmio fora de casa

– Felipe sempre foi um verdadeiro homem da Ferrari e sempre será parte da nossa história. Por todos os GPs que guiou pela gente, pelas vitórias, pelas poles e pelos alguns segundos que ele foi campeão mundial no Brasil, antes daquela ultrapassagem que sempre me pareceu estranha – sugeriu Montezemolo.

Já Massa preferiu minimizar o episódio. Além de dizer que não se sente frustrado por ainda não ter sido campeão, não colocou o peso da perda do título na corrida de Interlagos. Ele se lembrou de outros dois episódios onde perdeu pontos importantes: no GP de Cingapura, quando a mangueira de reabastecimento ficou pendurada em seu carro, e no GP da Hungria, quando seu carro quebrou no momento em que liderava.

– Quando penso nas vitórias em Interlagos, vencer em casa é algo incrível. O sonho (do título), fugiu do meu alcance, mas não foi nessa corrida onde perdemos o título de 2008. Quando você é vice-campeão por um apenas um ponto, o momento-chave poderia ter vindo em tantos lugares diferentes, como em Cingapura, Budapeste, dentre outros.

Leia também:  1ª Paraolimpíada deve contar com 139 alunos em Rondonópolis

Sem ter o contrato renovado com a Ferrari para 2014, Massa se despedirá da escuderia que defende há 12 anos, oito deles como piloto titular. O brasileiro aproveitou a ocasião para declarar seu amor ao time de Maranello.

– Tive sorte, tive uma grande carreira com a Ferrari, mais do que jamais havia sonhado. Quando comecei a correr de kart quando era criança, tinha um macacão vermelho. Sempre foi a equipe para quem torci, mesmo quando Senna estava na McLaren e Piquet, na Williams. É uma parte muito importante na minha vida. Tenho muitos amigos na Ferrari e sentirei saudade deles e dos bons dias que passei na fábrica de Maranello. Mas estou feliz com a maneira que meu tempo com o Cavalinho Rampante terminou.

Por fim, Montezemolo relembrou também o difícil momento vivido por Massa, quando sofreu um grave acidente na Hungria em 2009, falou sobre o rompimento e brincou com o futuro do piloto em uma equipe rival.

Leia também:  Tangará da Serra sediará estadual de Xadrez em dezembro

– Passamos ótimos momentos juntos, enquanto outros foram mais difíceis, como o acidente em Budapeste (2009). Foram anos movimentados e gostaria de agradecer publicamente, após já ter feito isso em particular. Acho que a decisão de seguir em diferentes direções é o caminho certo tanto para nós quanto para ele. É hora para uma mudança e também para encontrar novas motivações. Desejo todo o sucesso para o Felipe.

Quanto ao restante de sua carreira na F-1, desejo-lhe o melhor, mas, naturalmente, atrás de uma Ferrari! Tenho certeza que vamos ter muitas chances de nos encontrarmos de novo. A vida é longa e ele sempre será parte da família. Quando há uma separação em comum acordo, no melhor interesse para ambas as partes, ela pode ser feita com calma e de forma amigável e construtiva, como foi o caso dessa vez – encerrou Montezemolo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.