Daniel Sarafian tem confronto marcado com Cézar Mutante, seu ex-companheiro de TUF Brasil, neste sábado, mas suas palavras nesta terça-feira foram direcionadas ao seu ex-treinador no reality show, Vitor Belfort. Em Goiânia para o coevento principal do UFC Fight Night Combate: Belfort x Henderson, o peso-médio paulista revelou uma mágoa com o ex-campeão peso-meio-pesado da organização, que teria feito campanha pelo combate entre ele e Mutante, seu sparring há anos, enquanto treinava com Sarafian em São Paulo.

– É muito estrelismo, é muita vontade de aparecer mais que os outros, é muita hipocrisia ficar falando de Deus e, nas atitudes, eu acho que é um zero à esquerda. Foi na minha academia em São Paulo, pegou, quis ficar de amizade, quis ficar de conversa, quis treinar junto, e pediu luta (entre ele e Mutante) para o UFC. Essa luta já ia acontecer, eu sempre estive preparado para esta luta, eu sempre soube que ela ia acontecer, mas acho que ela poderia ter acontecido por vias naturais. Já que ele foi na minha cidade, me ligou e quis treinar junto, ele não deveria ter tido a preferência de uma amizade que estava de pé e cada vez mais se construindo – desabafou Sarafian em entrevista no hotel que recebe os lutadores em Goiânia.

Leia também:  Estreia de Pelé pela seleção brasileira completa 60 anos

Fã de Dan Henderson, adversário de Belfort no sábado, o peso-médio admitiu ter dito que torceria pelo americano, mas recuou e garantiu que superou o sentimento negativo em relação ao seu ex-técnico no TUF.

– Eu matei isso dentro de mim, porque era uma coisa que não estava me fazendo bem. Eu estava com raiva do Vitor. Na verdade, não quero sentir nada por ele, nem raiva, nem amor, nem p*** nenhuma. Eu quero é estar bem comigo mesmo, e estou agora, porque já superei aquela raiva. Então, claro que naquele momento eu fiquei emocionado, não tenho sangue de barata, falei mesmo que estava torcendo contra ele, mas, na verdade, estou torcendo só a favor de mim mesmo. Não quero torcer nem contra ele, nem por ninguém mais. Já matei isso dentro de mim e só quero torcer para mim e fazer o meu melhor – explicou.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Apesar das palavras acerca de Belfort, Daniel Sarafian se mostrou muito focado no desafio contra Cézar Mutante. Com um ferimento abaixo do olho direito – “Treinei duro, aí está a prova”, comentou – o paulista contou que teve um camp de treinamentos voltado todo para sua luta, com sparrings específicos para as características do campeão do primeiro TUF Brasil. Ele elogiou a versatilidade do adversário e disse esperar uma guerra no sábado.

– Já me preparei mentalmente para uma guerra, não estou preparado para uma luta fácil. A gente treinou junto na casa, a gente fez treinos duros, então eu sei que vai ser uma guerra. A gente treinou duramente, onde eu passei por dureza, onde ele passou por dureza, então acho que esta luta vai ser uma batalha. Não estou contando com uma luta fácil – afirmou Sarafian.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

O paulista não promete nada, mas confia que pode encerrar essa batalha com um nocaute.

– Acho que tenho mão para nocautear ele. Acho que quando a minha mão entrar nele – não é nem se, é quando. Quando ela entrar, ele vai descer – concluiu.

O Combate transmite o UFC Fight Night Combate: Belfort x Henderson ao vivo e com exclusividade neste sábado, a partir de 20h (horário de Brasília). O Combate.com acompanha o torneio em Tempo Real e exibe em vídeo ao vivo a primeira luta, entre José Maria No Chance e Dustin Ortiz.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.