O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor registrou alta de 3,7% em outubro deste ano, na comparação com o mês anterior. É o primeiro crescimento depois de quatro quedas seguidas. Já no acumulado de janeiro a outubro de 2013, na comparação com o mesmo período do ano anterior, o índice caiu 0,6%, representando a primeira queda histórica da série para o período de janeiro a outubro. Na relação anual – outubro deste ano contra o mesmo mês do ano passado – o indicador também registrou declínio de 11,9%, sendo esta a quinta queda mensal consecutiva na comparação interanual.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a alta da inadimplência do consumidor em outubro foi basicamente devida a fatores sazonais (maior volume de vendas pelo do Dia das Crianças e maior número de dias úteis em relação a setembro) e, por isto, não pode ser interpretada como reversão de tendência do atual momento de recuo dos níveis de inadimplência dos consumidores.

Leia também:  Começa nesta sexta a 2ª etapa de pagamento do PIS-Pasep a idosos

As dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) puxaram a alta da inadimplência em outubro, com variação positiva de 5,1% e contribuição de 2,2 p.p. A inadimplência com os bancos, os títulos protestados e os cheques sem fundos também colaboraram para o crescimento do índice, com variações positivas de 0,9%, 16,8% e 10,6% e contribuições de 0,4 p.p., 0,2 p.p., e 0,8 p.p., respectivamente.

Para finalizar, o valor médio das dívidas não bancárias apresentou queda de 6,5% de janeiro a outubro de 2013, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os títulos protestados também caíram 4,2%. Já os cheques sem fundos e as dívidas com os bancos registraram alta de 8,5% e 2,0%, respectivamente.

Leia também:  Anatel rejeita proposta da Oi de trocar multas por investimentos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.