Noventa por cento das mortes de mulheres grávidas poderiam ser evitadas com atendimento adequado. Foi com essa preocupação, dentre outras, que iniciou nesta quarta-feira (30), o Fórum de Mobilização pela Redução da Moralidade Materno Infantil e Fetal, no auditório da sede das Promotorias de Justiça e vai até amanhã, 31. Durante os dois dias, representantes de vários segmentos de saúde e sociedade civil organizada estarão reunidos para debater o tema que envolve ainda o pré-natal, parto e pós-parto.

Representando a Assembleia Legislativa, a deputada Teté Bezerra (PMDB) recebeu a missão de articular junto à Casa de Leis, um projeto de lei que institui o Comitê Estadual de Prevenção de Mortalidade Materna, Infantil e Fetal para atuação no âmbito das políticas públicas de saúde no território do estado de Mato Grosso. A deputada destacou a importância da iniciativa, pois mesmo em números reduzidos ainda se registra casos de morte durante a gravidez ou mesmo no parto, tanto da mãe quanto do bebê.

Leia também:  Taques anuncia obras de serviços visando a pavimentação de trechos de rodovias em Rondonópolis

“Vamos nos empenhar em sensibilizar os parlamentares da importância de se instituir uma lei que na pratica irá regulamentar várias ações associadas ao assunto”, destaca a deputada.

Ela destacou a proposta do encontro de sensibilizar e mobilizar os participantes para implantação do fórum perinatal e de comitês regionais de moralidade materna e infantil no Estado, assim como possibilitar a troca de experiências e conhecimentos para o aprimoramento das informações. “Me coloco a disposição no que for possível para ajudar. Vou me empenhar em colocar em pratica a missão a mim oferecida”, completa a deputada.

Os assuntos apresentados durante o Fórum serão: Assistência digna e nascimento saudável/ Desafio possível. Mesas redondas com os temas – “Desafios para potencializar a vigilância do óbito materno, infantil e fetal no contexto municipal e estadual” e “Operacionalização da Política de Assistência humanizada no pré-natal, parto e puerpério como estratégia na prevenção da mortalidade materna, infantil e fetal – Redes e serviços de gestão”. Ainda na programação do segundo dia vai acontecer roda de conversa e oficinas.

Leia também:  João Mototáxi protocola pedidos de estudos econômicos para a realização de obras na cidade
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.