Mark Webber ainda busca uma vitória em sua temporada de despedida da Fórmula 1. No GP de Abu Dhabi deste domingo, teve mais uma grande chance, ao largar na pole position. Mas mesmo com a RBR, o melhor carro da categoria, não conseguiu. Tudo porque seu companheiro de equipe é o implacável Sebastian Vettel. O tetracampeão não tomou conhecimento, passou o australiano na largada e venceu mais uma, com impressionantes 30s de vantagem. Webber não vai muito com a cara do parceiro, ainda mais depois do episódio “Multi21” do início do ano. Mas teve que se render a mais uma atuação brilhante do alemãozinho.

– Seb estava em outro planeta. Estava muito, muito forte com seu primeiro jogo de pneus. Ele estava muito rápido e seus pneus não se deterioraram, o que foi uma receita para o desastre para seus oponentes, eu incluso – reconheceu.

Leia também:  Internacional pode ser excluído da Série B após denúncias de documentos falsificados

O próprio Vettel ficou surpreso com seu desempenho alucinante em Yas Marina:

– Foi incrível. O ritmo que tínhamos era assustador em alguns momentos. Senti-me muito bem com os pneus macios e pude construir uma vantagem considerável nas primeiras voltas. O carro estava impecável. Em todas as voltas. Não são tantas as corridas que você tem controle total de seu carro, que ele responde a tudo. Por isso foi especial – explicou o vencedor.

‘Largada não foi decisiva’

Webber perdeu a liderança logo nos primeiros metros ao protagonizar mais uma largada ruim, seu maior ponto fraco. Entretanto, o australiano afirma que mesmo que tivesse conseguido se manter na ponta nos primeiros metros, não seria capaz de levar a melhor sobre Vettel.

Leia também:  Atletas sub 16 de Rondonópolis participam de competição em Cuiabá

– Não acho que a largada foi decisiva. Seb estava em outra categoria. Ele estava muito veloz. Gostaria muito de ter vencido. Mas alcancei o melhor resultado possível. Vamos para Austin tentar fazer melhor – disse.

Ao menos, Webber comemorou ter levado a melhor no duelo com Nico Rosberg, da Mercedes, que também havia o passado na largada.

– Nico fez uma largada inacreditável. Tentei atacá-lo na primeira volta, mas tivemos que cuidar dos pneus. Consegui um grande movimento sobre ele para recuperar a posição.

Webber tem mais duas oportunidades para conseguir uma vitória em 2013 antes de sua despedida. A primeira será no dia 17 de novembro, no GP dos EUA. A outra, uma semana depois, no encerramento da temporada, 24 de novembro, no Brasil.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.