Após quase dois meses de espera o enfermeiro Evanderly de Oliveira Lima, acusado pelo assassinato da juíza Glauciane Chaves de Melo, com quem foi casado, teve nomeado o advogado Edno Damascena de Farias, de Rondonópolis para defender o caso.

O juiz substituto Luis Felipe Lara de Souza, da Comarca de Alto Taquari, nomeou o advogado de Rondonópolis em detrimento da recusa de profissionais da região. Evanderly Lima, deve enfrentar Júri Popular pela morte de Glauciane, a data ainda não foi definida.

Além do entendimento de que o pagamento dos honorários está abaixo do considerado razoável pela categoria, a comoção e repercussão do homicídio foram fatores que contribuíram com dificuldade de nomeação de um defensor dativo.

Leia também:  Motociclista morre após colidir de frente com veículo em Paranatinga

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.