Há um mês no ar, “Além do Horizonte” já é o maior problema da história da dramaturgia da Globo.

O folhetim das 19h registrou anteontem média de 14,6 pontos de audiência, quase a mesma da reprise de “O Cravo e a Rosa”, no “Vale a Pena Ver de Novo”, que alcançou 13,6 pontos. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande São Paulo.

Além de ser o pior índice da história do horário, a novela viu a Record encostar em ibope. Durante alguns minutos, Marcelo Rezende e o seu “Cidade Alerta” marcaram 11 pontos, ante 12 de “Além do Horizonte”.

Para se ter uma ideia do problema, o “Vale a Pena” tem share (participação no total de televisores ligados no horário) maior que o da novela das 19h, o que nunca aconteceu na Globo.

Leia também:  O Rico e Lázaro | Kassaia conta para Nebuzaradã que o viu aos beijos com a sacerdotisa

“O Cravo e a Rosa” registrou anteontem share de 39,5% ante 30% de “Além do Horizonte”. O share de uma novela desta faixa fica na casa dos 40%. O que leva a crer que o público está fugindo da Globo no horário das 19h.

Preocupada, a emissora está inserindo novos personagens e tramas na história, o que tem bagunçado a edição dos capítulos. A ‘novela-pesadelo’, como é chamada nos bastidores da rede, também deve ter o seu período de permanência na programação encurtado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.