Um levantamento do Ministério da Saúde aponta que apenas 6,1% das 269 vagas solicitadas por 109 prefeituras de Mato Grosso no Programa Mais Médicos (1ª e 2ª etapas) foram preenchidas. O percentual corresponde a 16 profissionais que escolheram trabalhar no Estado, entre brasileiros e estrangeiros. Houve município que “pediu” até 21 médicos para atuar na cidade, como Tangará da Serra, mas, não foi escolhido por nenhum candidato.

Os números apontam que na primeira etapa, 109 prefeituras pediram 223 vagas, entre elas Sorriso (que solicitou 5 mas não foi escolhida). Apesar da demanda expressiva apenas 15 médicos brasileiros decidiram trabalhar no Estado, sendo em Comodoro (2), Cuiabá (2), Distrito Sanitário Especial Indígena de Cuiabá (2), Santo Antônio de Leverger (1) e Várzea Grande (2). Os estrangeiros selecionaram Alto Boa Vista (1), Cáceres (4) e o Distrito Sanitário Especial Indígena Xavante de Barra do Garças (1).

Leia também:  Captação de leite registra queda de 10,3% em MT

Na segunda etapa do programa outras 28 prefeituras do Estado pediram 46 profissionais, entre elas, Alta Floresta que solicitou 6 e Sinop, que pediu 1, mas também foram escolhidas. Nesta fase apenas 1 médico quis autuar na unidade federada, no Distrito Sanitário Especial Indígena Xavante de Barra do Garças.

A expectativa fica por conta da terceira etapa do programa, anunciada semana passada pelo governo. O edital já foi divulgado no Diário Oficial da União. 3.676 profissionais participam do programa atualmente, sendo 819 brasileiros e 2.857 formados no exterior.

De acordo com o governo, o programa “faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê investimento em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde não existem profissionais”.

Leia também:  Cerca de 126 mil candidatos realizam o 2º dia de provas do ENEM
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.