O atraso no repasse das bolsas de auxílio aos estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) do Campus de Rondonópolis deve resultar em um manifesto pelos acadêmicos nesta terça-feira (17) para buscar solução do problema.

De acordo com a presidente do Centro Acadêmico de Geografia, Adivane Morais, os estudantes recebem mensalmente do Ministério da Educação, por meio da instituição, auxílio como bolsa permanência, moradia e alimentação, para que possam se manter no curso, tendo em vista que os beneficiados são de outros municípios, mas os pagamentos não tem ocorrido.

Com o atraso nos repasse os universitários deixam de pagar o aluguel das residências e ficam inclusive com a verba de alimentação comprometida. Morais argumenta que a preocupação maior está na falta de posicionamento da instituição que não tem previsão para efetuar o repasse, com a possibilidade de pagamento para 2014.

Leia também:  Moradores são despejados em reintegração de posse no bairro Rui Barbosa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.