O Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro registra atrasos em 28,1% das 174 partidas programadas para ontem (21). Segundo balanço da GRU Airport, concessionária que administra o terminal, 49 voos decolaram com atraso de pelo menos 30 minutos e, até as 12h, três partidas foram canceladas. Ontem (20), o aeroporto enfrentou problemas com o grande fluxo e chegou a registrar atrasos em metade das decolagens programadas.

No Aeroporto de Congonhas, zonal sul da capital paulista, 7,3% dos 82 voos programados estão atrasados. De acordo com o balanço da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), seis voos decolaram pelo menos 30 minutos após o horário previsto e três foram cancelados.

Leia também:  Mais uma professora vítima de ataque em creche de Janaúba morre em hospital de BH

Em todo país, a média de atraso até as 12h é 14,8%, o que significa que 137 das 927 decolagens previstas tiveram atrasos. O boletim da Infraero registrou ainda 28 cancelamentos, 3% do total. O aeroporto de Brasília enfrenta os maiores problemas, com 48,8% dos 82 voos previstos fora do horário e uma decolagem cancelada. Apesar disso, o movimento de embarque na manhã de hoje está muito próximo do dia a dia.

O engenheiro Daniel Guerra, que está viajando a trabalho, teve o voo cancelado em Barreiras, Bahia, devido ao mau tempo. “O voo era às 21h de ontem, mas como houve problemas, tive que vir de ônibus até Brasília e agora vou esperar até as 17h para pegar um voo para São Paulo. Era pra eu ter chegado ainda ontem”, disse o engenheiro, resignado. Ele ressaltou que a empresa cumpriu suas obrigações com hospedagem e alimentação, “quando o problema é o tempo não tem jeito”.

Leia também:  Forte redemoinho atinge região paulista e deixa moradores amedrontados

De acordo com Marcela Cintra, fiscal do Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF), que até 10 de janeiro está fiscalizando a prestação de serviço das empresas aéreas no aeroporto de Brasília, há um grande número de reclamação de atrasos, mas tudo está sendo resolvido informalmente entre a empresa e o consumidor, com o intermédio dos fiscais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.