A classificação do Brasileirão de 2013 pode ser alterada drasticamente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), salvando dois times rebaixados (Vasco e Fluminense) e jogando para a Série B o Flamengo e a Portuguesa. Tudo por causa de três casos que devem ser julgados nesta semana.

O STJD pode punir a Portuguesa e Flamengo por escalarem jogadores de forma irregular na última rodada do Brasileirão, no domingo. Além disso, pode dar ao Vasco os pontos da partida contra o Atlético-PR, que ficou mais de uma hora paralisada por causa de uma briga de torcida. Assim, dependendo do resultado do “tapetão”, Flamengo e Portuguesa podem ocupar os lugares de Vasco e Fluminense na Série B do ano que vem.

“A CBF deve encaminhar um comunicado de irregularidades. O caso do Flamengo e o caso da Portuguesa”, disse Paulo Schmidt ao programa Globo Esporte, da TV Globo

Leia também:  União e Luve decidem o Estadual Sub-19

A Lusa será julgada pela escalação irregular do meia Heverton contra o Grêmio. O jogador foi suspenso pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) na sexta-feira por dois jogos após ser expulso na partida contra o Bahia. Ele já havia cumprido um jogo contra a Ponte Preta, mas entrou em campo no domingo contra o Grêmio, aos 32min do segundo tempo. Caso o tribunal acate e julgue procedente a denúncia, a Portuguesa perderia três pontos pelo erro e mais o ponto (um) da partida em questão – empate por 0 a 0.

De acordo com a Lusa, Heverton só foi escalado na partida diante do Grêmio porque o advogado que a defendeu informou que a suspensão do atleta seria de apenas uma partida, já cumprida.

Outro jogador suspenso na sexta-feira que atuou no fim de semana foi André Santos, do Flamengo. O jogador foi julgado pela expulsão na final da Copa do Brasil e pegou um jogo de gancho. No entendimento do Flamengo, André Santos tinha condições de jogo porque deveria cumprir a suspensão na Copa do Brasil de 2014, e não no Brasileirão de 2013. O caso também será analisado pelo STJD e é similar ao da Portuguesa: caso seja punido, o time rubro-negro perde quatro pontos.

Leia também:  Brasil dá show em Cuiabá e avança no Grand Prix

Um time rebaixado que tenta mudar sua situação pelos tribunais é o Vasco. A diretoria deve recorrer nesta quarta-feira ao STJD para tentar ganhar os pontos da partida contra o Atlético-PR e, com isso, anular o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O clube primeiro alegou que o tempo de paralisação por causa da briga generalizada nas arquibancadas da Arena Joinville foi superior ao que determina o regulamento. Mas, agora, a estratégia é apontar falta de segurança.

Se obtiver sucesso, o time cruzmaltino ganha três pontos, enquanto a equipe paranaense perde os três que conseguiu pelo triunfo. Caso isso ocorra, a equipe de Curitiba cairia para a quarta colocação, que hoje é ocupada pelo Botafogo e não dá vaga garantida para a Libertadores da América. O quarto lugar do Nacional só vai disputar o torneio sul-americano, em sua fase preliminar, se a Ponte Preta perder a final da Sul-Americana para o Lanus, da Argentina, na quarta.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

No cenário mais improvável, em que todos os três julgamentos modifiquem o que ocorreu em campo, o Flamengo seria rebaixado junto com a Portuguesa, enquanto Vasco e Fluminense seriam salvos. Para essa situação ocorrer, Flamengo e Portuguesa teriam que ser punidos com a perda de quatro pontos, e o Vasco ficar com os três pontos da partida contra o Atlético-PR, que ficaria sem a vitória e perderia a vaga direta para a Libertadores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.