Perder peso depois da gravidez não é uma tarefa muito fácil, mas é importante que a mulher emagreça os quilos que ganhou na gestação nos primeiros seis meses após o nascimento do bebê já que, após esse período, o cérebro começa a entender que aquele é o peso normal dela e, por isso, pode ficar mais difícil voltar ao corpo normal. No entanto, para emagrecer, ela não deve fazer dietas restritivas e deve se alimentar bem, ingerir fibras e muita água.
Como explicou o ginecologista José Bento no Bem Estar desta terça-feira (3), o ideal é que a mulher ganhe de 9 a 11 kg durante a gestação – desses, ela já consegue perder 6 kg só na maternidade. O restante do peso pode ser eliminado durante a amamentação, que também queima calorias – um dia amamentando, por exemplo, equivale a 30 minutos de corrida. Em relação à atividade física, após 10 dias do parto, a mãe já pode começar a fazer caminhada leve.
Outras atividades, como a musculação, só devem ser retomadas cerca de um mês após o parto, mas sempre com consentimento do médico.
No caso das mamães de Uberlândia, em Minas Gerais, por exemplo, meses após o parto, elas já começaram a praticar atividade física e ainda levaram os filhos junto, como mostrou a reportagem da Faeza Rezende.
Caso a gestante não consiga controlar o peso e engorde muito, ela pode ter um estiramento de pele muito grande na barriga e, nesse caso, muitas vezes os exercícios não são suficientes para resolver – em caso de pele muito flácida, tratamentos estéticos ou cirurgias plásticas são as opções indicadas para melhorar a aparência.
O peso adquirido na gravidez interfere também no tamanho dos seios. É normal que eles fiquem mais volumosos durante a gestação e amamentação, mas quando o bebê deixa de mamar, os ligamentos responsáveis pela sustentação das mamas não voltam mais ao que eram antes e, por isso, os seios ficam caídos. Há ainda a possibilidade de o tecido mamário diminuir e o seio ficar menor do que era, mas tudo isso vai depender do peso que a gestante ganhar.
Outra parte do corpo que pode ser afetada após a gravidez é o assoalho pélvico e o períneo e, para fortalecê-los, existem alguns exercícios como explicou a fisioterapeuta Débora Pádua. Segundo a especialista, para saber como movimentar a musculatura do períneo, é preciso experimentar segurar a vontade de fazer xixi – mas isso só funciona para descobrir como fazer a contração; os exercícios jamais devem ser feitos durante o xixi porque podem prejudicar a bexiga. Há ainda a opção de usar cones vaginais, que são colocados como absorventes internos. Com eles, a mulher pode fazer exercícios e contrações da musculatura, como mostrou a fisioterapeuta.

Leia também:  Café na dose certa para preservar a sua saúde
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.