Foto: reprodução
Foto: reprodução

No palco do “Metrópolis”, da TV Cultura, Nando Reis empunha o violão e faz um aquecimento. Mexe nas cordas, muda a afinação, pede para aumentar o volume do instrumento e canta trechos de músicas.

Cerca de 15 minutos depois, avisa: “Beleza, agora é com vocês”. Com câmeras ligadas, Reis faz um pocket show, que foi acompanhado pela Folha. Parte dele está na edição especial da atração, que pode ser vista hoje (26), às 23h, na TV Cultura.

Na TV, o que o telespectador verá é uma mescla de show e entrevista que ocupará o programa inteiro.

Nando Reis apresenta duas canções do álbum “Sei” (2012) e faz um balanço da nova fase de sua carreira —desde outubro de 2012, ele é um artista independente, que cuida também da parte comercial.

Leia também:  Rodrigo e Thayane | "Nós estamos sonhando e vivendo os sonhos"

“Eu fiz isso [a parte comercial] de uma maneira que eu jamais faria numa gravadora”, diz ele, referindo-se à venda exclusiva de seus discos pela internet, com preço que varia a cada semana.

O valor é a média do que os fãs indicam no site como um preço justo.

Aos apresentadores Cunha Jr. e Adriana Couto, Nando fala sobre seu mais recente trabalho, o DVD “Sei Como Foi em BH”, que é o registro de um show seu, comenta sobre a Copa do Mundo e comenta a Dois Reis, banda de seus filhos Theo, 27 anos, e Sebastião, 18, na qual tocam músicas do pai. “É emocionante”, diz o artista.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.