Quando perdeu o cinturão dos pesos-médios do UFC para Chris Weidman, no UFC 162, em julho passado, Anderson Silva disse que tirava um peso das costas, referindo-se à toda pressão sofrida por ser um dos campeões mais bem-sucedidos da história do MMA e considerado um dos melhores lutadores de todos os tempos. Para a revanche do dia 28 de dezembro, que acontece em Las Vegas (EUA), o brasileiro afirma que a pressão ficou toda no passado e que está com fôlego renovado e com a mesma vontade e motivação para vencer de quando fez a primeira luta de sua carreira.

– É verdade, eu tirei um grande peso das minhas costas, mas agora eu estou leve. Parece que estou indo para a minha primeira luta. Estou feliz, como eu estive na minha primeira luta e eu me lembro como se fosse ontem. Também estou contente, muito confiante e acho que vai dar tudo certo – declarou em entrevista ao Combate.com.

Desde que perdeu o posto de campeão, Spider buscou o máximo de apoio da família e dos amigos, mas acredita que sua vida, de uma forma geral, não passou por muitas mudanças:

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana

– Minha vida não mudou muito. Acho que o meu foco foi maior para esse treino. A minha capacidade de me reinventar também teve que ser maior do que das outras vezes. Mas eu estou feliz, estou contente com tudo o que eu consegui mudar e com tudo o que eu consegui fazer. Agora é esperar. Eu estou bem ansioso para que eu consiga colocar isso em prática logo, né?

E por falar em mudanças, Anderson estava acostumado a andar com um time grande de atletas e profissionais, que o acompanhavam nos treinos e na semana pré-luta. Para se ter uma ideia, só no UFC 162 foram mais de 15 pessoas em sua comitiva. A equipe, no entanto, deve sofrer alterações para o duelo contra Weidman:

– As coisas mudam porque é como se fosse uma empresa. Você tem que ver o que é bom para a sua empresa e, no meu caso, eu tenho que ver o que é bom para mim, porque eu sou a minha empresa. Então a gente está mudando isso e vão ter mais mudanças, é normal. É tudo para melhorar. Essa carreira de lutador não é uma coisa muito longa, então você tem que aprender a aproveitar os momentos que você tem e mudar o que você pode para ter mais êxito possível. Então vou sempre buscar essas mudanças para que eu possa melhorar.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo

Depois que perdeu o cinturão do UFC, o brasileiro sofreu muitas críticas pela forma com que se comportou dentro do octógono, mas garante que não ficou chateado com as mensagens:

– Eu não fico prestando muita atenção no que as pessoas dizem na internet não, principalmente quando as pessoas falam besteira. Já as pessoas que foram solícitas e deram apoio, eu agradeço de coração mesmo. Estou muito feliz e acho que o que mais me motiva é saber que existem pessoas que estão sempre torcendo por mim e eu tenho certeza de que não vou decepcioná-las.

Questionado sobre qual a primeira coisa que quer fazer se conseguir recuperar o título, a resposta está na ponta da língua:
– Quero descansar, ficar com a minha família e manter meu foco nos meus projetos pessoais.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

Um dos projetos do ex-campeão é a sua academia em Los Angeles – a Muay Thai College – local do bate-papo com o Combate.com e que foi inaugurada em 2012:

– Há muito tempo eu quero montar o meu espaço. Desde que eu me formei faixa-preta (de jiu-jítsu), o meu sonho sempre foi ter a minha academia, o meu espaço e poder passar o ensinamento que eu adquiri durante todos esses anos. E, graças a Deus, eu consegui montar meu espaço, montar meu templo, é um lugar onde eu venho despreocupado de energia ruim, porque aqui só tem energia boa e a gente treina com pessoas bacanas e amigos legais. Então eu estou muito feliz com tudo o que está acontecendo, com a minha carreira, com a minha academia e com as pessoas que fizeram parte e fazem parte da minha história. E queria agradecer a todos pela torcida e dizer que dia 28 está chegando e eu tenho certeza de que vou levar essa vitória para o Brasil – finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.