A nova ideia do Grupo Estratégico da Fórmula 1 de dar pontos em dobro na última etapa do campeonato a partir de 2014 não caiu nas graças dos fãs da categoria. Mundo afora, choveram críticas de torcedores e jornalistas à decisão de dar peso 2 ao GP de Abu Dhabi, sob o argumento de tentar manter a disputa do título aberta até o fim, principalmente por a pista árabe, tradicionalmente, promover etapas enfadonhas em razão do traçado travado. Em enquete, realizada pelo GloboEsporte.com, porém, o público ficou dividido: até o momento 52% gostaram da medida e outros 48%, não. E após um silêncio de pilotos e equipes, coube a Sebastian Vettel ser o primeiro a comentar a polêmica decisão. Em entrevista ao jornal alemão “Bild”, o tetracampeão foi duro nas críticas:

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

– É um absurdo e pune todos aqueles que trabalharam duro durante toda a temporada. Você dificilmente pode imaginar que no último jogo da temporada do Campeonato Alemão de Futebol, as partidas, de repente, valham o dobro dos pontos. Valorizo as antigas tradições na Fórmula 1 e não entendo essa regra – disparou.

O sistema, que a princípio teria o intuito de dificultar a soberania de Vettel/RBR, prejudicaria o alemão em uma de suas quatro conquistas. No ano passado, o alemão foi campeão com 281 pontos – apenas três de vantagem sobre o arquirrival Fernando Alonso. Na derradeira corrida de 2012, em Interlagos, o espanhol da Ferrari chegou em 2º, e terminaria com 296, de acordo com a mudança. Vettel, em 6º, alcançaria 289 e assistiria a seu adversário faturar o tri em seu lugar. Em 2013, porém, a mudança não evitaria que o campeonato chegasse decidido à última etapa. Vettel faturou o tetra com três corridas de antecedência. Com a nova regra, apenas adiaria a taça em uma etapa, sendo campeão, justamente, em Abu Dhabi.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

O consultor do time austríaco, Helmut Marko, revelou que a proposta inicial era de dar pontos em dobro não só para o GP de Abu Dhabi, mas também para as provas dos EUA, Brasil e Rússia.

– A princípio, o planejado era premiar com pontos em dobro as quatro últimas corridas – contou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.