Neste feriado é essencial que os pais se atentem a algumas dicas de segunça para evitar problemas na viagem-Foto: olhoaberto
Neste feriado é essencial que os pais se atentem a algumas dicas de segunça para evitar problemas na viagem-Foto: olhoaberto

Para quem ainda esta pensando em viajar e tem filhos pequenos tem que tomar muito cuidado com o uso correto da cadeirinha. Além da fiscalização intensa nos períodos de festa, alguns detalhes são essenciais para que o objeto funcione direito e proteja de acidentes de forma correta.

Para o bom funcionamento, a cadeirinha deve estar bem ajustada e não pode se mexer mais que dois dedos para um lado ou para o outro, caso isso ocorra é necessário apertar mais o cinto.

A cadeirinha de bebês de até um ano precisa ficar virada para o vidro de trás do carro, no sentido contrário ao movimento. Esta é a posição obrigatória por lei, por ser considerada por especialistas como a mais segura para crianças bem pequenas, por causa da sustentação do pescoço em caso de batida ou freada.

Leia também:  Cidadão chega em casa e depara com assaltantes no bairro Granville

Não deixe o cinto que prende a criança na cadeirinha largo. O cinto da cadeirinha tem de ficar justo na criança para que ela não se solte e nem sofra impacto com o próprio cinto em caso de batida.

Para ter uma medida, afivele o cinto e veja se a distância entre ele o corpo do bebê é de um dedo. Se conseguir enfiar dois dedos, um por cima do outro, o cinto precisa ser ajustado. Às vezes é necessário tirar aquele casaco mais grosso da criança para ficar mais fácil colocá-la no cinto. O cinto precisa passar por cima do ombro da criança. Nunca prenda só a parte de baixo. O impacto da barriga da criança com o cinto, na região abdominal, sem os ombros estarem presos, pode causar danos internos aos órgãos.

Leia também:  Durante desentendimento idoso é agredido em Rondonópolis

Transportar crianças de até sete anos e meio sem os dispositivos de segurança específicos previstos em lei – bebê conforto, cadeirinhas e assentos de elevação – é infração de trânsito gravíssima prevista no artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro, com multa atualmente em R$ 191,54, perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.