Terezinha Florindo foi reconduzida ao cargo de presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), mantenedora da Escola Favo de Mel, para comandar a instituição por mais três anos. A vice-presidência para o triênio 2014/16 será ocupada por Célia Wolquind.

Em seu discurso, prefeito de Barra do Bugres, Júlio Florindo elogiou a equipe da APAE pelo excelente trabalho realizado com os 134 alunos, os cuidados com a manutenção, a qualidade dos serviços e os resultados apresentados. “É preciso muito carinho, dedicação e amor para comandar uma instituição como a APAE. Quem trabalha aqui têm muita sensibilidade para executar suas tarefas e habilidade para ensinar os alunos”, enfatizou e acrescentou que “A APAE é uma instituição com muita credibilidade e que traz muitos benefícios para o município”.

Leia também:  MT é o 5º Estado com maior índice de violência sexual contra criança

Emocionada, a nova presidente agradeceu todas as pessoas que abraçaram a causa da APAE, a equipe da Abelhinha da Sorte e seus idealizadores e a Prefeitura de Barra do Bugres. “Nosso trabalho aqui é voluntário e nossa maior contribuição é nos doar a uma causa tão nobre. Cada avanço dos alunos é comemorado, por que aqui trabalhamos com muito amor. Este é um trabalho muito bonito e que apresenta resultados”, enfatizou Terezinha.

Florindo também informou aos presentes que fez um pedido especial ao governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), para destinar recursos para a conclusão da quadra poliesportiva e do salão de eventos do Ginásio Abelhão da APAE. Foram solicitados R$ 175 mil em 2013 e os recursos serão repassados à entidade, por meio de emenda parlamentar do deputado Mauro Savi.

Leia também:  MPE denuncia parlamentar por lesão corporal e ameaça praticados contra jornalista em Juara

Ao fazer um balanço dos três primeiros anos como presidente da APAE, Terezinha Florindo destacou algumas conquistas como a reforma da estrutura antiga da entidade, melhorias nos serviços de assistência as crianças e ampliação do quadro de profissionais especializados com a contratação de uma fonoaudióloga, duas fisioterapeutas, uma psicóloga e uma assistente social. “A Campanha da Abelhinha da Sorte também tem sido de grande importância para a APAE e nos ajudou a construir o centro de reabilitação, a piscina térmica e fazer muitas outras melhorias”, destacou Terezinha, acrescentando que as prioridades dos próximos 3 anos são a conclusão do Abelhão e a implantação da equoterapia.

Os membros da diretoria da APAE prestam serviço para a entidade de forma voluntária.

Leia também:  No 1º semestre, MT registra alta de 360% em notificações de chikungunya
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.