A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta segunda-feira (14) o balanço dos registros de acidentes e mortes nas rodovias federais que cortam o estado. Entre os anos de 2012 e 2013 houve um crescimento de 5,71% nas mortes.

De acordo com o levantamento da PRF, em 2012 foram registrados 270 óbitos enquanto no último ano ocorreram 296 mortes. Também houve crescimento de 1,24% nos registros de acidente, sendo 4282 ocorrências em 2012 e 4567 no ano passado.

Mais de 78% das mortes aconteceram em trechos de pista reta e 94% em locais de pista simples. Alguns acidentes com mais gravidade contribuíram para o aumento das estatísticas negativas

Em 2013, a principal causa de acidentes nas rodovias federais de Mato Grosso foi a falta de atenção (31%) e os tipos de acidentes mais comuns foram a saída de pista (23%), colisão traseira (22%) e colisão lateral (15%). A colisão frontal foi a principal causa de mortes, respondendo por 41% dos óbitos em acidentes registrados durante o ano.

Leia também:  Homem é preso por desacato e agressão a Policiais Federais na BR-364

A PRF observou que 62% dos acidentes ocorreram durante o dia, 71% em pista seca, 77% em trechos de reta e 91% em áreas sem comprometimento da visibilidade.

Durante o ano passado a PRF realizou várias campanhas de conscientização e fiscalização, como por exemplo, o Festival Estudantil Temático Teatro para o Trânsito (Fetran) e o Rota Cidadã, que cuida da saúde dos caminhoneiros em abordagens educativas. Em 2013, foram fiscalizados 223.577 veículos, sendo 1.537 retidos, 148.713 pessoas fiscalizadas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.