O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), José Antonio Martins Fernandes, e o superintendente de Alto Rendimento da entidade, Antonio Carlos Gomes, tiveram reunião de trabalho com os coordenadores de grupos de provas na sede da entidade, em São Paulo.

Os coordenadores são treinadores que foram eleitos no Fórum Técnico de Alto Rendimento realizado em novembro, para representar sua área junto à direção da CBAt. O objetivo é levar a comunidade técnica a participar das decisões da Confederação, via seus representantes, eleitos pela própria comunidade.

Estiveram presentes os cinco coordenadores: João Paulo Alves da Cunha, da área de arremesso e lançamentos José Haroldo Loureiro Gomes “Arataca”, saltos verticais e horizontais Vânia Maria Ferreira Valentino da Silva, provas de velocidade e barreiras Adauto Domingues, meio-fundo, fundo e marcha José Vicente do Santos Filho, provas combinadas (decatlo e heptatlo). Também participaram da reunião, nesta terça-feira 21, Clovis Franciscon, gerente de Alto Rendimento da CBAt, e Ubiratan Martins Júnior, gerente de centros de treinamento.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Dirigentes e treinadores discutiram as ações da CBAt tanto para os eventos da temporada como para as grandes competições do futuro, com foco principal na Olimpíada do Rio de Janeiro 2016.

Já em andamento estão programas de treinamento e competições para atletas no Brasil e no exterior. Também foram discutidas as ações para a participação das equipes brasileiras em competições oficiais da temporada, como os Campeonatos Sul-Americanos, Mundial Indoor na Polônia, Mundial de Revezamento nas Bahamas, Mundial de Juvenis nos Estados Unidos e o Campeonato Ibero-Americano, já definido para agosto em São Paulo.

Outro ponto importante discutido no encontro foi o projeto de capacitação de treinadores. A próxima reunião do grupo foi marcada para março, quando serão discutidas a participação do Brasil nos Sul-Americanos de Marcha e Cross Country, além do Mundial Indoor.

Leia também:  União empata com o Luziânia

“A CBAt continua a ampliar a democratização das estruturas esportivas no esporte nacional”, disse o presidente José Antonio Martins Fernandes. “Fomos a primeira entidade a dar direito de voto a atletas, treinadores, árbitros e clubes. E agora os coordenadores de área eleitos pela comunidade participam das discussões para definir as ações da Confederação”, afirmou. “Importante também são os recursos que obtivemos graças às parcerias com o COB e o Ministério do Esporte”, concluiu.

Já o superintendente Antonio Carlos Gomes lembrou a importância de ter treinadores experientes “levando as expectativas dos responsáveis pelas áreas de provas às instâncias decisivas da Confederação. Assim, iniciamos a temporada com vistas ao futuro, para além dos Jogos do Rio em 2016”.

Leia também:  Ronaldo é ovacionado pela torcida do Real ao participar de jogo de lendas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.