Explosão atinge prédio de tribunal duas horas antes de as urnas serem abertas no Egito para a votação de um referendo sobre a Constituição
Explosão atinge prédio de tribunal duas horas antes de as urnas serem abertas no Egito para a votação de um referendo sobre a Constituição

Um homem morreu durante confrontos entre forças de segurança e manifestantes do presidente deposto Mohamed Morsi nesta terça-feira (14), no primeiro dia do referendo sobre a nova constituição do Egito, segundo fontes de segurança.

Mahmoud Sayed Gomaa, de 25 anos, morreu durante protesto próximo a um local de votação na província de Bani Suef.

O referendo é a primeira votação no país desde que os militares derrubaram o islamita Morsi, em 3 de julho de 2013, em meio a protestos contra seu governo.

Mais cedo, uma explosão atingiu o prédio de um tribunal no Cairo. Não houve mortos ou feridos, e peritos tentam descobrir se foi uma bomba.

A votação deste terça provavelmente irá definir o cenário para uma provável candidatura presidencial do chefe do Exército, general Abdel Fattah al-Sisi.

Leia também:  Modelo é pega roubando loja de grife e juiz concede liberdade por ser bonita

Analistas esperam uma grande participação dos eleitores e muitos votos “sim”, o que poderia incentivar al-Sisi a disputar as eleições no país árabe.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.