Wanderson Peroba de Jesus, 30 anos, confessou ter praticado o crime - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Wanderson Peroba de Jesus, 30 anos, confessou ter praticado o crime – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Wanderson Peroba de Jesus, 30 anos, foi autuado na tarde desta quarta-feira (15) por mais um crime na vasta ficha que carrega. Ele que já estava preso na Penitenciária da Mata Grande por porte de arma e roubo agora é acusado de uma tentativa de latrocínio, ocorrido em 2011, contra a Policial Rodoviária Federal (PRF) Eliane Rosso e o marido dela Gilberto Rosso.

De acordo com informações do Delegado responsável pelo caso Gustavo Belão, desde 2011 quando o crime ocorreu havia uma dificuldade muito grande em comprovar a autoria do crime, já que o suspeito usava cinco identidades diferentes. “Somente agora quando os investigadores descobriram a verdadeira identidade e interrogaram o suspeito ele confessou o crime”.

Leia também:  Polícia Civil encontra arma de choque usada por estuprador em Rondonópolis

Em depoimento, o suspeito afirmou que escolheu a casa aleatoriamente e só descobriu que se tratava de uma policial quando viu uma farda em um cômodo da casa. Ele disse também que estava sozinho e fingiu ter um comparsa no momento somente para amedrontar as vítimas.

O CRIME

Na noite de 25 de junho de 2011 o suspeito pulou o muro e abordou o casal quando eles chegavam em casa. No susto o marido da policial reagiu e acabou levando dois tiros. Ela vendo o ocorrido pegou um banquinho, tentou afastar o bandido e acabou sendo atingida no abdômen. Ele fugiu e não levou nada da casa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.