O dólar fechou em alta nesta terça-feira (14), após encerrar na véspera na menor cotação de 2014, mas continuou no patamar de R$ 2,35.
A moeda encerrou o dia com valorização de 0,22%, a R$ 2,3561 na venda.

Segundo dados da BM&FBovespa, o giro financeiro foi baixo, em torno de US$ 900 milhões, abaixo da média diária da semana passada, de US$ 1,3 bilhão, destaca a Reuters.

A divisa norte-americana chegou a recuar em alguns momentos do pregão, mas, segundo analistas, a alta do dólar é explicada por movimento de ajuste após a queda de quase 2% das duas sessões anteriores. “Ontem e na sexta-feira o dólar deu uma boa afundada, agora está retomando um pouco”, afirmou o superintendente de câmbio da corretora Advanced, Reginaldo Siaca, à Reuters. “O pessoal está considerando R$ 2,35 como um nível de suporte e ficou comprador quando o dólar bateu nesse patamar.”

Leia também:  Captação de leite registra queda de 10,3% em MT

Dados fracos sobre o mercado de trabalho norte-americano estão entre os principais motivos da queda recente do dólar. Os números levantaram dúvidas sobre a recuperação da maior economia do mundo e deram força à tese de que a redução do estímulo econômico do Federal Reserve, banco central do país, continuará se dando de forma gradual.

A alta da moeda norte-americana vinha a despeito da constante intervenção do Banco Central brasileiro no câmbio. O BC vendeu 4 mil contratos com vencimento em 1º de setembro deste ano. A operação teve volume financeiro equivalente a US$ 198 milhões.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.