Segundo informações, os fiscais da vigilância sanitária fizeram a vistoria e deram um prazo para que todas as providencias sejam tomadas - Foto: Aparecido Marden / AGORA MT
Segundo informações, os fiscais da vigilância sanitária fizeram a vistoria e deram um prazo para que todas as providencias sejam tomadas – Foto: Aparecido Marden / AGORA MT

Por falta de espaço físico, funcionários da Escola Estadual Carlos Irigaray Filho, localizada no centro de Alto Taquari, fizeram dos corredores da instituição um grande depósito de cadeiras e  mesas quebradas misturados aos livros didáticos novos.

Segundo a diretora, Etel Wille Schnack, os livros estão ali do lado de fora porque não há um lugar adequado para que eles sejam guardados e serão distribuídos no inicio das aulas que começam no próximo dia 03 de fevereiro. Referente aos entulhos formados pelas mesas e cadeiras, ela informou que espera que o Estado envie um carro para retirá-los, já que se trata de bens patrimoniais e é necessário que seja dado baixa junto ao Estado antes de eliminá-los.

Leia também:  Servidores da Mata Grande e do estado fazem paralisação por não cumprimento de promessas de Taques

Segundo informações, os fiscais da vigilância sanitária fizeram a vistoria e deram um prazo para que todas as providencias sejam tomadas junto ao Estado referente aos entulhos encontrados nos corredores da escola, uma vez que há possibilidades de proliferações de insetos, roedores e outros animais.

Pelo fato de estarem construindo uma nova escola Estadual no município, fica mais difícil conseguir liberação de verbas para reforma da Carlos Iiragay Filho que até a inauguração da nova escola é a única Estadual do município.

Os entulhos ficam junto aos livros - Foto: Aparecido Marden / AGORA MT
Os entulhos ficam junto aos livros – Foto: Aparecido Marden / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.