No período de estiagem a poeira é impiedosa - Foto: reprodução / Marcos Cardial
No período de estiagem a poeira é impiedosa – Foto: reprodução / Marcos Cardial

Uma estrada que corta o cerrado em direção à divisa com Goiás passando por dezenas de cidades na região Sudoeste de Mato Grosso. No período de estiagem a poeira é impiedosa. Quando a chuva chega à região, a lama e grandes atoleiros dificultam o tráfego. Mas este cenário tem tudo para chegar ao fim. Isso porque estão sendo executadas obras de pavimentação da MT-100 entre o município de Alto Araguaia e Barra do Graças. No trecho que compreende os municípios de Alto Araguaia, Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho as obras devem ser concluídas até dezembro de 2014. A previsão é do diretor superintendente da empresa Emsa, Ricardo Corrêa, que esteve nesta sexta-feira (10) juntamente com o prefeito Maia Neto (PR), vereadores e deputado estadual J. Barreto (PR) visitando as obras e conferindo de perto o andamento dos trabalhos.
As autoridades percorrem cerca de 10 km do trecho para verificar in-loco o trabalho de terraplanagem. A MT-100 pavimentada vai reduzir distâncias para o escoamento da produção, facilitar o acesso aos municípios vizinhos, fomentar o turismo, gerar emprego e renda. Além disso, as obras de pavimentação vão tornar mais suaves as serras existentes na região, abrindo caminho para os veículos de grande porte que terão mais facilitado para o transporte de grãos, insumos e a produção de gado. O lançamento das obras da MT-100 em Alto Araguaia foi feito no dia 15 de julho pelo governador Silval Barbosa (PMDB). Os investimentos serão de R$ 99.512.888,00.

Leia também:  Hospitais filantrópicos de MT anunciam paralisação na próxima semana

As obras, segundo o diretor Ricardo Corrêa, só não estão num ritmo ainda maior por conta do atraso na emissão de licenças ambientais liberadas em dezembro passado. “Até então não podíamos trabalhar a todo vapor”, disse. “Embora as chuvas, vamos tocar as obras. Agora não tem mais desculpa. Não tem como parar mais. É início do ano e estamos neste trecho vendo as máquinas trabalhar. Esperamos terminar as obras até dezembro”, disse.
O deputado estadual J. Barreto, relator da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALL-MT), destacou o MT Integrado beneficiará dezenas de municípios no Estado. Somente na região, serão cerca de 12 cidades. “É uma verdadeira integração do Sul do Estado. É uma conexão que tem os recursos assegurados para esta obra. Não tenho dúvida nenhuma que será uma grande redenção econômica para a região, pois toda produção virá pela MT-100 até o terminal de Alto Araguaia. Estamos felizes vendo essa obra saindo do papel e se tornando uma realidade”, afirmou Barreto.

Leia também:  Prefeitura de Nova Bandeirantes é alvo de operação da PC contra desvio de dinheiro público

Atualmente, cerca de 50 máquinas de grande porte trabalham no trecho o que fez crescer a expectativa em relação ao andamento das obras. A terraplanagem já foi concluída em cerca de 15 km em direção a Araguainha.

O prefeito Maia Neto (PR) vê nas obras de pavimentação da MT-100 uma grande oportunidade para reaquecimento do terminal ferroviário de Alto Araguaia, inaugurado em 2002 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“O que atrasou foram as licenças. 2014 é o ano da MT-100. Esperamos que essa obra fique pronta até dezembro e que fundamentalmente fomente a economia local e de toda região. Toda produção do grande Vale Araguaia virá por esta rodovia pavimentada até o terminal de Alto Araguaia. É sem dúvida um momento histórico para todos nós que aguardamos há quase 30 décadas essas obras”, destacou.

Leia também:  Projeto investe em educação ambiental para conservação de nascentes na Capital

As obras da MT-100 fazem parte do Programa MT Integrado, um conjunto de obras que visam à interligação com asfalto de todos os 144 municípios do Estado. O programa abrange 44 municípios do interior. As obras do MT integrado, somadas chegam a 2,5 mil km de pavimentação, o maior programa de asfaltamento do Brasil com investimentos na ordem de R$ 1,5 bilhão.
Também visitaram as obras da MT-100 nesta sexta-feira o presidente da Câmara de Vereadores de Alto Araguaia, Wanderalques de Castro, o Wando; Marcos Aurélio da Silva, o Marquinhos (ambos do PR); Nelcy Pio Peron e Guilhermino Berigo, o Finega (do PT) e Jorge Melo (SDD).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.