Juntos na Ferrari para a próxima temporada da Fórmula 1, Kimi Raikkonen e Fernando Alonso vão dividir a pista e a escuderia, mas a rivalidade vai continuar presente. O finlândes afirmou que não vai fazer jogo de equipe com o espanhol na próxima temporada, que começa no dia 16 de março com o GP de Melbourne, na Austrália.

– Vamos correr um contra o outro, como em todos os anos. Não importa quem é o seu companheiro. Nos respeitamos mutuamente e vamos tentar chegar ao lugar mais alto. Sabemos o que a equipe espera de nós e o tempo dirá o vai acontecer. Dizem muitas coisas de fora, se fala de problemas, desse tipo de coisa. Mas dentro da equipe temos boas sensações.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Precisamos esperar e ver como as coisas evoluem. Espero que possamos trazer títulos para a equipe. Nós dois somos capazes de estar no topo e de lutar pelos campeonatos. Ambos queremos ganhar – afirmou Raikkonen.

A Ferrari apresentou neste sábado o carro que tentará recolocar a escuderia na direção das vitórias. Diferente das concorrentes que apresentaram carros com bicos diferentes, o F14T terá uma parte dianteira mais elegante. O 60º modelo da escuderia terá a missão de quebrar o jejum sem títulos que vem desde 2007, ano em que o próprio Raikkonen se sagrou campeão.

– É gostoso voltar à Ferrari, equipe na qual fui campeão mundial em 2007. Obviamente, o objetivo continua o mesmo. Queremos fazer o melhor possível e ganhar corridas para tentar conquistar o Mundial. Sem dúvida, vamos lutar pela vitória maior – disse Kimi.

Leia também:  Cuiabá sediará torneio de luta em pé
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.