Lucas Mineiro costuma levantar o público nas arenas brasileiras quando caminha para o octógono ao som de “Flor”, sucesso da dupla sertaneja Jorge e Mateus. Mas o ritmo será outro bem diferente na próxima luta do atleta da Chute Boxe Diego Lima / Macaco Gold Team. Mineiro agora é patrocinado pela banda de rock CPM 22 e vai entrar para o duelo contra o americano Bryan Caraway, no UFC 170, dia 22 de fevereiro, ao som de “Tarde de Outubro”.

Tudo começou quando Mineiro passou a dar aulas de muay thai para Badauí, vocalista do CPM 22. Os dois iniciaram uma amizade que culminou com o patrocínio, que por sua vez vai render ao lutador uma remuneração mensal, mais um valor fixo por combate, além de poder fazer suas refeições no bar que o cantor tem na mesma rua onde Lucas mora. Em troca, ele vai entrar para a luta com a logo da banda na camisa, na bermuda e no banner, além da música.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

– O Badauí treina com a gente na academia do Guigo. É meu aluno de muay thai, e essa amizade não tem muito tempo. Meu cunhado também é amigo dele, aí falei: “Por que você não fala para o Badauí me patrocinar com o bar dele?”. E aí surgiu a oportunidade do CPM. Vai ser a primeira banda a patrocinar um lutador O Badauí gosta muito de luta – contou ele ao Combate.com.

Mineiro admite que vai sentir falta do sertanejo, mas espera que a vibração da torcida seja a mesma com a música que é um dos maiores sucessos do CPM 22:

– Gosto bastante de sertanejo, né? Quando comecei a treinar eu já via o Felipe Sertanejo, que é da minha equipe, entrando para lutar com essas músicas. Isso me influenciou a entrar com sertanejo tabém. Mas sempre gostei do CPM. Agora estou escutando a música todo dia, já me cativou. Estou indo do sertanejo para o rock, e vai ser bem legal.

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.