O ciclo de aperto promovido pelo Banco Central para combater a inflação deve levar a taxa básica de juros para 11% até o final do ano, segundo previsão do mercado divulgado nesta segunda-feira (27).

No relatório Focus anterior, os analistas esperavam que a Selic alcançasse 10,75%.

A mudança leva em conta um patamar de inflação elevado para este ano. A previsão é que o IPCA chegue a 6,02%, supere o índice de 2013 e fique mais próximo do teto da meta do governo, de 6,5%.

A expectativa para o reajuste dos preços segue alta apesar da desaceleração registrada em janeiro, um sinal de que o mercado pode ter visto a perda de ritmo como pontual.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (07/08/17) em Rondonópolis

A prévia da inflação de janeiro ficou abaixo do esperado graças principalmente à retração no preço das passagens aéreas e ficou abaixo do nível de dezembro.

Na ata do Copom (Comitê de Política Monetária), contudo, técnicos sinalizaram que a inflação mostra resistência, está acima da que se “antecipava” e que a previsão aumentou para este ano.

A elevação dos juros deve contribuir para um crescimento menor. Com a revisão para a cima da Selic, o mercado voltou a prever um avanço inferior a 2% para o PIB de 2014. A expectativa agora é de um crescimento de 1,91%.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.