Um pai investigado pela Polícia Judiciária Civil pela prática de violência sexual contra as próprias filhas teve o mandado de prisão temporária cumprido, na tarde de quinta-feira (16), em Lucas do Rio Verde. O investigado J.P.S., 43, é suspeito de abusar sexualmente das suas quatro filhas de 19, 14, 8 e 7 anos de idade.
As investigações iniciaram durante esta semana, após a adolescente de 14 anos relatar para amigas da escola que não aguentava mais os abusos que sofria do pai. O fato chegou a diretoria da escola que acionou o Conselho Tutelar. Na visita do Conselho a família, inicialmente a menina negou os fatos e apresentou diversas contradições.
Mais tarde, a própria menina procurou a entidade e relatou os atos de violência sexual praticados pelo pai. A Polícia Civil foi acionada e durante as investigações foi levantado a informação que a menina de 8 anos também sofria os abusos, assim como possivelmente a Irma de 7.
O delegado de Lucas do Rio Verde, Marcelo Martins Torhacs, pediu o exame de corpo delito que confirmou vestígios de conjunção carnal na menina de 8 anos. De acordo com o delegado, o pai aproveitava os momentos em que a mãe não estava em casa para cometer os abusos contra as filhas.
“A prisão temporária de 30 dias auxiliará o levantamento de novas informações que possam ser relevantes para a conclusão das investigações, podendo ser posteriormente convertida em preventiva”, explicou o delegado.
Há alguns anos, o pai já foi alvo de investigação de violência sexual contra a filha mais velha, de 19 anos, em Nova Mutum. Na época, a filha negou os abusados praticados pelo pai. Atualmente, ela é casada e mora em Cuiabá.

Leia também:  Rapaz é detido por funcionários após tentar furtar carne e bebidas em mercado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.