Nascida em uma família simples no município de Sete Lagoas, no interior de Minas Gerais, a cantora Paula Fernandes revelou  fatos marcantes e as dificuldades que enfrentou no início da carreira.
Apaixonada por cavalos e natureza, a sertaneja falou sobre a primeira vez que tocou violão, aos oito anos, e relembrou sua primeira apresentação. “Meu primeiro contato com o violão foi aos 8 anos. Minha tia tinha um violão velho no quintal. Em meu primeiro show me prometeram um cachê de R$ 40 e uma caminhada a cavalo”, contou.

Hoje, a cantora realiza cerca de vinte shows por mês e já registrou um recorde de vendas com seu DVD, que teve mais de dois milhões de cópias vendidas. Atualmente o cachê da cantora é estimado em mais de R$ 300 mil — um dos mais altos entre os artistas brasileiros.

Leia também:  Isabella e Gabriella | "A gente respira música e agora decidimos investir nisso"

Em entrevista, Paula também falou sobre o assédio feminino durante os shows. “Recebo bilhetinhos de mulheres também. Elas vão ao show e entram no camarim para pedir autógrafo para os maridos delas”, afirmou.
A cantora contou ainda uma divertida história sobre ter sonambulismo. “Sou sonâmbula. Ando pela casa, às vezes me pego segurando a maçaneta da porta do meu quarto e aí volto pra cama”, disse.

Religiosa, a sertaneja comentou sobre a importância da fé em sua vida. “Creio em Deus e acho que ele é maior do que tudo. Rezo sempre que posso, acho importante a fé”, completou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.