A decisão da Procuradoria do Município de Rondonópolis que negou a licença para que o presidente reeleito do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Rondonópolis (Sispmur), Rubens de Oliveira Paulo (PSC), continue a receber seus vencimentos através da folha do funcionalismo já está preocupando outros servidores.

Segundo fonte da Coluna Bastidores, agora além de arcar com os salários e benefícios do presidente, pois de acordo com a lei, o poder executivo municipal só mantém

os pagamentos para presidentes do sindicato até uma reeleição, e no caso de Rubens este é o seu terceiro mandato, alguns servidores já andam comentando que o presidente do Sispmur anda cuidando do próprio umbigo e esqueceu a luta da reposição salarial que já deveria estar incorporada no salário de janeiro.

Leia também:  Deputado volta a contrariar PSB e vota a favor de Temer

Mesmo na bronca com o presidente, alguns servidores ainda esperam que Rubens esqueça o próprio umbigo e passe a pensar naqueles que literalmente pagam o seu salário.

É como alerta o velho ditado: “Quando a farinha é pouca, meu pirão primeiro!”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.