O presidente da Câmara Municipal de Rondonópolis, Ibrahim Zaher (PSD), realizou na tarde desta sexta-feira (10) uma entrevista coletiva para esclarecer sobre uma suposta denúncia de superfaturamento e extorsão realizada através de uma carta anônima contra o Secretário de Administração da Câmara, Alessandro Brandão.

A denúncia partiu por parte de uma suposta funcionária da Câmara, que por meio de uma carta enviada aos vereadores e a imprensa local, afirmaria que o secretário estaria superfaturando alguns contratos, extorquindo e abusando da autoridade sobre alguns funcionários.

Ibrahim afirmou que algumas apurações foram feitas e algumas licitações foram averiguadas, mas até o momento nada foi encontrado. Ele disse ainda que para que uma sindicância seja aberta é necessária que haja consistências na denúncia, o que não foi feita na carta. “A carta não fala sobre nenhuma irregularidade em especial ou algum rumo que possamos investigar, aparentemente trata-se de algo pessoal contra o secretário e por isso não podemos abrir uma sindicância.” Relatou.

Leia também:  Câmara dos Deputados deve votar criação da Federal de Rondonópolis em agosto

Outra desconfiança da Casa de Leis é que essa reclamação possa ser reflexo de alguns cortes de horas extras indevidas que estavam acontecendo na Câmara, já que o Secretário é responsável por esta parte.

O Presidente pediu ainda, para que caso haja base, a denunciante o procure e mostre onde estão estas irregularidades e traga elementos para a investigação e que todo o relato será mantido em anonimato.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.