Depois de alguns meses como a principal figura política no cenário Mato-grossense, o maior produtor individual de soja do mundo, Eraí Maggi (PP), sumiu do cenário estadual.

Por outro lado, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) e os senadores Pedro Taques (PDT) e Blairo Maggi (PR) dominam os noticiários e são figuras obrigatórias nas páginas de política de telejornais, sites e rádios da capital.

Bezerra voltou com tudo e é um dos principais articuladores do partido que está no poder, representado pelo governador do Estado, Silval Barbosa.

Já Taques vem costurando sua candidatura ao governo estadual com afinco, e já iniciou sua maratona de reuniões e visitas a diversos municípios do interior de Mato Grosso.

Leia também:  Suelme confirma saída do PSB

Maggi, que por mais que diga que não sairá candidato ao governo do Estado, continua a atuar como protagonista, e muitos dão como certo que o senador participará do pleito de 2014 e colocará seu nome na disputa ao governo do Estado.

Para a reportagem do AGORA MT, Maggi garantiu que não sai candidato. “Meu projeto é continuar trabalhando pelo interesse dos mato-grossenses perante o Congresso”.

Já Taques vem tendo problemas com setores do PDT que estão descontentes com a forma como o senador vem conduzindo sua candidatura.

Bezerra, um dos mais experientes políticos mato-grossenses, observou, em uma entrevista ao AGORA MT, que ainda é muito cedo para fazer conjecturas.

Leia também:  Fux homologa delação de Silval

“Estamos há dez meses das eleições, ainda não dá pra definir posições; temos que estudar as possibilidades e ver o que é melhor para a população de Mato Grosso” afirmou ele.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.